Pessoas ucrânia

Um pouco da história da política externa dos EUA após o fim da Guerra Fria

2020.11.10 15:31 Ckaaiqoos Um pouco da história da política externa dos EUA após o fim da Guerra Fria

O post busca explicar os desdobramentos pós-modernos do imperialismo americano.
A contradição-mor que cerneia o globo é a do imperialismo estadounidense e as mais diversas manifestações de antiimperialismo e contraimperialismo. A morte da URSS sobre uma convulsão de neoliberalismo entreguista criou as condições para o momentum neoliberal dos EUA e a submissão do globo à sua vontade.
Na Iugoslávia, o último bastião do socialismo europeu (os ''socialistas'' de Portugal fazem-nos rir com sua austeridade) foi consumido pela barbárie nacionalista com financiamento alemão (com interesse na Croácia, Eslovênia e suas possibilidades de projeção pro Leste Europeu) e americano. Os empréstimos do FMI ao Iugoslávia como sempre solicitaram reformas neoliberais as quais, para a insatisfação de tais organizações, Tito e Milosevic apenas parcialmente se submeteram. Cria-se uma imagem falsa dos sérbios como estupradores em massa, poupando os crimes da Croácia; da Bósnia e dos Kosovares de atenção midiática. Eventualmente, a Iugoslávia é desmantelada em uma ameaça sinistra à Rússia. Cria-se em Kosovo um estado marionete aos interesses americanos, inclusive com extração de recursos minerais. Montenegro e Sérbia gradualmente saem da órbita da Rússia (o primeiro mais que o último) criando um cenário geopolítico tenso.
A crise energética de petróleo no século 20 provou-se a maior preocupação do governo Bush, falando-se em invasões contra Saddam Hussein e o Talibã mesmo antes do 11 de setembro. A Arábia Saudita havia se tornado grande demais, ambiciosa demais para ser controlada pelos EUA. Financiou o terrorismo islamita e instituições wahhabistas ao redor do mundo numa rejeição dos princípios ocidentalistas. A importância da Arábia Saudita para a livre circulação de petróleo, bem como sua colaboração em mutias questões de política internacional e a compra de armamentos estadounidenses, impediam qualquer possibilidade de publicação extensiva desses achados, mesmo quando o financiamento da Al-Saud da Al Qaeda e assistência com sua inteligência estatal custeou as torres gêmeas. No entanto, a ignorância do público estadounidense podia ser aproveitada a partir do trauma da Al-Qaeda para ''combater o terrorismo e as nações que a abrigam'' de forma relativamente desconexa com o 11/9.
No Iraque, Dick Cheney e outros neocons estavam exaustos da utilização por parte de Saddam Hussein do petróleo como arma de barganha. Fechando e ligando as torneiras do ouro preto ao bel-prazer, os preços do petróleo cru ameaçavam subir, contra os interesses de refinarias de todo o globo e podendo criar uma crise energética global (a importância petrolífera do Iraque não pode ser subestimada, é considerada por alguns analistas maior que da Arábia Saudita). A invasão do Iraque visou não exatamente a extração dos recursos petrolíferos destes às potências imperiais, apesar de isso ter sido um bônus importante que motivou a participação do Reino Unido, mas simplesmente colocar aquele petróleo em movimentação. China e Rússia em breve tomariam um pouco da torta com suas empresas estatais, algo não ideal porém aceitável na conjuntura dos interesses americanos.
No Afeganistão, uma revolução socialista progressiva de características feministas foi sufocada com uma negra reação apoiada pelos EUA. Não interessava aos pastoralistas e às velhas elites do Afeganistão os programas da revolução Sardur e os EUA deu apoio moral; financeiro e militar a seus esforços de contrarrevolução. O Afeganistão não era uma república soviética, mas fazia parte da sua esfera de influência, daí então a importância de combater o Afeganistão junto com os compradores do Paquistão e Arábia Saudita, interessados em levantes Sunni. A China também financiou grupos de oposição em sua triste mas entendível política de combate ao revisionismo Kruscheviano. Eventualmente, o Afeganistão foi dominado pelo Talibã e sua mutilação genital feminina; destruição de ícones ocidentais (inclusive havia até então uma herança grega no Afeganistão) e proibição da música. O Talibã só foi combatido a partir do momento que não mais colaborou com os EUA na construção pela USATCO iniciado no Uzbequistão e passando pelo Afeganistão, necessitando então de intervenção. Oficialmente, o Talibã foi caçado pela cooperação com a Al Qaeda, que era real.
Na Somália, uma guerra foi declarada a um dos primeiros governos estáveis da Somália no século 21: a ICU, por seus traços islamitas. Graças a sua riqueza em recursos como urânio e petróleo bem como sua conexão com o Golfo de Áden de onde grande parte do petróleo mundial saí, a Somália sempre foi imperializada pelo FMI e pela OTAN. A indústria local de pesca foi destruída tanto pelo lixo radioativo despejado por empresas europeas na água quanto pela extração em escala tecnológica massiva dos peixes por empresas estrangeiras dentro das águas territoriais da Somália.
Nem toda guerra é guerra propriamente dita. Os manuais do professor Gene Sharp criaram um guia de como usar manifestações civis, greves e boicotes a serviço da CIA. O melhor exemplo foi o incentivo dos EUA a Revolução Cedra, uma série de protestos no Líbano que colocaram fim a ocupação Síria, decorrente de guerras civis entre grupos religiosos e étnicos. Tanto a Síria quanto o Iraque eram pan-arabistas, isso é, visavam a união de todas as nações árabes em único país, países esses cortados no meio pelo estado de Israel. O pan-arabismo secular e socialista representava uma ameaça óbvia aos interesses estratégicos dos EUA e dos seus aliados Israel e Arábia Saudita, daí a oposição à Síria que posteriormente se tornaria guerra. Note que não há ditadura do proletariado na Síria e ''socialismo'' significa na prática uma social-democracia maior em intensidade que as do ocidente.
As guerras de Bush ceifaram muitas vidas, inocentes ou ''combatentes'', destruindo a infraestrutura desses países e criando instabilidade política. A política imperialista da OTAN não somente alcança seus objetivo estratégicos como também destroí os países recipientes. Isso é parcialmente intencional, como um homicídio de negligência. A destruição do Iraque e do Afeganistão e, como veremos, na Líbia possibilitou tanto uma inicial expansão do complexo industrial-militar que influencia a política nos EUA quanto contratos de reconstrução que criaram ciclos inflacionários (isso é, de expansão monetária) que foram aproveitados pelos EUA. Eles destroem e depois reconstroem, ambas fases do processo capitalista de evitar ciclos de contração ao expandir mundo a fora.
Uma das razões que o imperialismo americano entrou em crise foi que ele foi longe demais. A destruição da Iugoslávia, a criação de novas rotas petrolíferas no Afeganistão que desviassem-se da Rússia (dos quais os países de primeiro mundo tinham grande dependência), a penetração petrolífera na Ásia Central, o financiamento de políticos antirússia na Geórgia e Ucrânia...de novo e de novo os EUA abusou da segunda maior potência militar do mundo em seu momento de maior fraqueza. Esse contexto explica como Vladimir Putin subiu ao poder, um ultranacionalista de direita pronto para a recuperar a força da Rússia não como stronghold do socialismo mas como força imperialista aquém aos EUA, ao gosto da burguesia doméstica. Como mensagem, invadiu a Geórgia que planejava tornar-se membra da OTAN. A recuperação da Rússia teria grandes implicações por toda a Eurásia, como todos sabemos pelos gritos da mídia e pelo aguçamento das tensões na Ucrânia, sempre no mesmo paradigma de Ocidente vs Oriente.
Também entrou recentemente na disputa Rússia-EUA a Bielorússia. Com uma economia largamente estatal que nunca sofreu as terapias de choque neoliberais (não obstante a falta de aposentadoria entre outros aspectos capitalistas) e na esfera de influência da Rússia, a relação entre os dois se degenerou pela resistência de Lukansheko às tentativas de Putin de absorção num Union State, procurando novas fontes energéticas na Noruega. Essa nova vulnerabilidade da Bielorússia foi explorada pelos imperialistas através do método tradicional de ''promoção à democracia'' e sabe-se de paramilitares russos vigiando a situação.
Apesar dos EUA não estar envolvido muito diretamente, não se pode falar na geopolítica da Rússia sem falar da guerra entre Armênia e Azerbaijão, que terminou hoje(?) e durou 45 dias. Mas francamente, essa questão é complexa demais pra mim. Deixo um link que considerei útil: https://geohistory.today/nagorno-karabakh/#:~:text=The%20Republic%20of%20Nagorno%2DKarabakh,Azerbaijan%20that%20lasted%20until%201994.
Outro país do qual os EUA abusaram a paciência foi a China. Os protestos na praça de Tiannamen Square foram em grande parte promovidos por instituições de caridade privada associadas ao Ocidente, sendo duramente reprimidos por Deng Xiaoping. Após isso, o estado comprador terrorista da Turquia forneceu apoio a terroristas islamistas separatistas em Xinjiang, região da China tradicionalmente turquica e islâmica. Os EUA já haviam previamente fornecido assistência a insurgência tibetana sobre Mao, e continuaram fornecendo apoio moral e religioso através de suas instituições. A estratégia dos EUA com a China era de desmembrear suas diversas etnias em territórios separados e inimigos para que esta não consiga se projetar geograficamente pela Eurásia, unificando separatismos tibetanos; mongolianos; uigures e de Hong Kong.
Igualmente à Rússia, a China não se abalou por essas tentativas e estendeu seu domínio econômico e militar pelo globo. A forte indústria estatal chinesa colocou em cheque os modelos neoliberais de crescimento e, através de uma política baseada na não-ingerência em assuntos domésticos que contrastava com o imperialismo estadounidense, a China atraiu dezenas de países periféricos a sua atenção. Assim, devemos entender a preferência pela China como uma rejeição consciente dos EUA. A frente unificada China e Rússia representa o maior desafio aos EUA na modernidade.
As guerras sem fim dos EUA não poderiam ser sustentadas indefinidamente, necessitando de empréstimos infinitos dos mais diversos países. Eventualmente, os irracionalismos banqueiristas típicos do neoliberalismo criaram a crise de 2008, com um defícit que necessitou mais empréstimos e, consequentemente, mais dívida e mais defícit. A desigualdade de renda explodiu. Foram sobre essas condições que Barack Obama se elegeu, prometendo resolver as insolúveis contradições do imperialismo estadounidense sobre um paradigma progressista.
Obama não cumpriu nenhuma dessas propostas e na verdade expandiu o escopo da guerra para além de Bush, matando mais pessoas com drones. É importante detalhar que a guerra no Afeganistão ainda não havia terminado e Osama não capturado. Foi nesse contexto que Obama decidiu por substituir soldados por drones automáticos que supostamente prometeriam menos mortes de civis, e expandiu a guerra para o Paquistão para combater outra frente do Talibã.
Porém os drones mais serviram para salvar vidas de soldados americanos (o que provavelmente foi a intenção) do que de paquistaneses e afegãos. A morte vindo do céu criou traumas na população local, que evitava ir a casamentos pelos constantes erros de reconhecimento dos drones. Como dito, as guerras dos EUA podem não visar literalmente o homicídio de civis, mas são negligentes a causar-los.
Expandir a guerra do Afeganistão não seria suficiente e Obama declarou três guerras completamente novas: a da Líbia, do Iêmen e da Síria.
A Líbia tinha sido por muito tempo uma pedra no sapato dos EUA. Aliada a URSS enquanto essa existia, o coronel Muammar Gaddafi tinha um programa antiimperialista e socialista de natureza semelhante ao que descrevi da Síria, isso é, mais uma social-democracia intensa do que uma ditadura do proletariado. Gaddafi também visou superar os tribalismos que dividiam a Líbia e tradições nocivas como a proibição do divórcio, expandindo em muito os direitos femininos. Gaddafi criticava os modelos democráticos do Ocidente e propunha um novo modelo controverso de democracia direta, a Jamarihya. Independente das reservas que o leitor tenha com este método, ele com certeza era mais democrático que o terrorismo islâmico sunita que os EUA financioua fim de destruir esse bastião da resistência ao Império, consumindo a Líbia em uma guerra civil horrível o suficiente para que Obama a admita como ''erro'' de forma abstrata. Como sempre, potências europeas surgiram dos ares para proteger o petróleo. Gaddafi passou por uma fase de entreguismo e colaboração, desmantelando seu programa nuclear, mas ainda assim foi morto. Isso serviria de motivação a Coreia do Norte a não abandonar seu programa nuclear.
Praticamente a mesma coisa está a acontecer na Síria, tanto nos metódos dos EUA como na natureza de Bashar al Assad. A diferença, porém, está no apoio à Síria da frente unificada China-Rússia bem como da potência regional do Irã. Apenas assim Bashar conseguiu se manter no poder. O Irã é uma nação xiita não-secular que foi imperializada pelos EUA sobre o regime do Shá, sendo derrubado numa revolução islâmica porém antiimperialista de Aiatóla Komeini. É uma potência regional com grandes reservas de petróleo e um exército respeitável, acusada de financiar o grupo anti-israelita Hezbollah.
A situação do Iêmen é substancialmente diferente. Os zaidi, uma minoria xiita muito significativa no norte do país que tem uma história de estados soberanos na região, ameaçavam expandir uma revolta xiita pelos estados do Golfo como Bahrein; UAE e a Arábia Saudita, todos marginalizados economicamente e politicamente. A Arábia Saudita instalou um presidente favorável a seus interesses de exploração, criando uma revolta espontânea dos zaidi que seria reprimida pela junta EUA-Arábia. Para justificar a intervenção, os EUA usou o lema descontextualizado dos grupos zaidi de ''Morte aos EUA, morte a Israel'' como demonstração de extremismo religioso. Em partes, sim, mas também mostra-se uma resposta ao imperialismo estadounidense e israelense na região.
E é isso, gente. Final abrupto mas a partir daqui eu não tenho um entendimento sistematizado o suficiente para fornecer comentários. Minha principal fonte é A Segunda Guerra Fria do Luiz Alberto Moniz, que consegui da bondade do u/Calabar_king
submitted by Ckaaiqoos to BrasildoB [link] [comments]


2020.10.28 19:10 tiovando Como a mídia americana conseguiu moldar tão bem a mente dos eleitores?

Estava lendo rapidamente esta notícia e fiquei revoltado com o sucesso incrível da narrativa anti-Trump feito pela mídia nos EUA com imigrantes brasileiros.
https://g1.globo.com/mundo/eleicoes-nos-eua/2020/noticia/2020/10/28/brasileiros-com-direito-a-voto-nos-eua-explicam-por-que-escolheram-joe-biden-em-eleicao-para-presidente.ghtml
Me chamou atenção como o discurso se repete entre os diferentes entrevistados.
Tag Brum: Presidente fala coisas ofensivas, o tratamento com estrangeiros é criminoso, golpista.
Lila Costa: é a favor do abordo, acha o Trump o pior presidente da história, promove racismo e intolerância. Admite que nunca sofreu discriminação.
Indalécio Ferreira: "Espero viver a nossa vida sem se preocupar com o que o presidente vai fazer pra azucrinar a vida do povo" Trump mente, só arrumou briga com outros países, divide o país. Nunca viu tanta briga por causa de racismo.
Lays Carpenter: assustada com as recentes mudanças leis de imigração, ficou com medo de não conseguir renovar o greencard. Admira o Biden. Presidente falou mal dos imigrantes.
Primeiro que a mídia é hiper sensível a tudo que o Trump fala, para reagir com histeria e criar manchetes bombásticas. Isso azucrinou o Indalécio. O que ele não percebeu é que quem azucrina ele é o mensageiro, que promove esse desconforto na população pra manipular a sua opinião.
O Trump não começou nenhuma guerra, fez diversos acordos de paz e apaziguou diversos conflitos. Há quanto tempo um presidente americano não começa guerras? Tanto a Hillary quanto o Biden querem guerra na Síria. Imagina quanta dor e sofrimento (e dinheiro) foram poupados. Guerra é algo muito, mas muito ruim. Mas mídia não te deixa parar refletir sobre isto, Indalécio. Pior que guerra é aquele negócio ofensivo que ele falou ontem "arrumando briga com outros países".
O Trump não fez nada muito drástico sobre imigração, ele apenas reforçou a aplicação das leis que já existiam. No entanto a mídia sempre distorceu e aumentou, usando por exemplo aquela questão das jaulas, que tinha origem no governo Obama, inclusive as fotos que usaram nas notícias. E as questões mais drásticas sobre imigração tem a ver com os imigrantes ilegais mais extremos, pessoas que usavam crianças para entrar no país, imigrantes que cometiam crime no país, etc. Para o imigrante ilegal comum, não mudou muita coisa. Neste assunto em especial, o que mais se vê são discursos colocados fora de contexto para gerar indignação.
A questão do COVID é complicada...Desde que a coisa ficou séria, a mídia promove a ideia que o Trump fez absolutamente tudo errado, e que ele é o pior líder no combate a pandemia. No início a mídia não tinha nenhuma proposta, e hoje também não tem nenhuma grande sugestão - só lockdown. A crítica se resume basicamente em: morreu muita gente. Um dos maiores enfoques da campanha do Biden é criticar a liderança do Trump na pandemia. No entanto, não existe nenhum grande diferencial a não ser lockdown... A realidade é que a mídia apenas promete a melhora porque ela sabe que vai fazer o trabalho de melhorar a aparência das coisas quando elas continuarem as mesmas, se o Biden for eleito.
Por último a questão racial. A mídia democrata sempre associou os republicanos ao racismo, e o Trump a supremacistas brancos. Sempre se utilizando de interpretações forçadas para espalhar a ideia de que ele estava promovendo uma agenda supremacista racial. Essa narrativa foi constante durante o mandato, mas ficou mais intensa esse ano. Depois de vários ensaios no passado, finalmente o BLM conseguiu associar a violência policial a protestos violentos em série, muitos se desencadearam esse ano. Se tornando o enfoque do progressismo de 2020. A relação da mídia é totalmente favorável aos protestos, se por um lado são a favor de lockdowns para conter a pandemia, protestos são seguros. Não importa o caos e a violência pois a mídia sempre está lá garantindo que são predominantemente pacíficos. Quando os democratas percebem que estão perdendo votos, os protestos param, no entanto, existe a promessa de um caos muito grande se o Trump não sair.
Cada pessoa tem sua individualidade e enxerga e sente os problemas e o tamanho desses problemas de maneira diferente. A questão é que a maioria dessas críticas ao Trump são questões muito específicas que só podem ter sido baseadas em informação jornalistica. Ninguém foi diretamente afetado pelo Trump mas bombardeado de notícias negativas sobre ele. A maioria das opiniões dos entrevistados reflete perfeitamente os enfoques da mídia americana. (A curadoria também do G1, ao selecionar essas entrevistas,) Ninguém fala de política externa, economia, serviços, emprego, renda, segurança pública, inflação, saúde (até que falam um pouquinho), etc, etc.
O Trump tem muitos defeitos. Meu ponto é que os defeitos que as pessoas enxergam são os exatamente os mesmos. A indignação é artificial, mas coerente, pois visa montar uma narrativa lógica para que a conclusão seja "logicamente" sugerida. Se fosse uma indignação difusa, as pessoas não chegariam na mesma conclusão sugerida. O único objetivo da mídia em manufaturar indignação é manipular a opinião das pessoas. Da mesma forma a indignação com outras coisas são artificialmente minimizadas com o mesmo propósito. O exemplo mais recente disso é que por três anos, era tratado como um escândalo uma possível relação do Trump com a Rússia (Tag Brum chamando Trump de golpista); acusação comprovadamente falsa. Hoje, existem diversas evidências de um relacionamento entre Biden com a China e a Ucrânia, e não se vê ninguém escandalizado. A mídia desconsidera falando que já foi "debunked".
Falando em manipulação da opinião publica, seria interessante falar sobre as incríveis manobras do twitter, reddit youtube e facebook fizeram nessas eleições, e comparar com 4 anos atrás, mas cansei de escrever, abs.
ps: Apesar de todo esse sucesso eu ainda acho que o Trump provavelmente vai ganhar, porque ainda tem muita gente que não se deixou levar.
submitted by tiovando to brasilivre [link] [comments]


2020.09.15 02:44 josianemoreira Israel e seus Inimigos

Tudo começou na época de Abraão, quando ele e Sara tiveram seu filho Isaque, o filho da promessa, que deu origem ao povo judeu pp.dito. Porém, antes Abraão havia tido um filho com sua escrava Hagar, Ismael, que casando-se com uma egípcia deu origem a doze príncipes que povoaram aquela região. Descendentes de Abraão, Ló e o filho rebelde de Isaque, Esaú, se misturam com os ismaelitas, dando origem aos povos vizinhos (adonitas, amonitas, amalequitas, moabitas, hagarenos, ismaelitas) que juntaram-se aos filisteus, cananeus e outros povos com um único objetivo: – destruir a linhagem da promessa, Israel. Depois vieram os babilônios, os persas, os gregos, os romanos, os turcos, os árabes, e mesmo vários segmentos do cristianismo, como ocorrido na época dos cruzados, a inquisição, os pogroms, o holocausto, as intifadas e agora os terroristas do Hamás, Hisbolah, Isis, e outras facções do Islam, sempre com o mesmo objetivo, a aniquilação de Israel.
Clique aqui e encontre Camiseta Evangelica com temas judaicos
Se o judeu é o povo da Bíblia, então o maior legado de Israel para a humanidade é seu livro divino e inspirado por D´us. O que diz então este livro sobre esta hereditária perseguição e desejo de aniquilar Israel, varrendo-o do mapa?
Foi então que me concentrei nas passagens bíblicas que pudessem trazer luz ou pelo menos uma explicação razoável no sentido de entender a importância de Israel para as nações através do tempo e do plano divino. Portanto, não há como entender a inimizade dos países vizinhos e mesmo a maioria das nações que se posiciona contra Israel sem levarmos em consideração os aspectos espirituais deste conflito milenar.
Meu amigo, apresento a seguir, um contexto bíblico-espiritual na tentativa de explicar o porquê deste conflito. Evidentemente, mesmo os que não crêem na Bíblia poderão conhecer um pouco da história.
Antes de começar, eu gostaria de apresentar neste momento a minha conclusão final: A razão de toda guerra e conflito com Israel está relacionado ao Tikkun Olam (A redenção universal) que virá em breve sobre o planeta Terra e sobre todo o universo. Israel foi comissionado divinamente como nação coorporativa para esta nobre missão. Entretanto, esta missão não o coloca melhor do que nenhuma outra nação, mas faz recair sobre ele uma grande responsabilidade pela qual Israel tem pago um altíssimo preço ao longo de sua existência. A grande verdade é que as forças opositoras do mal ou das trevas, que tanto a Bíblia menciona, sabem que pouco tempo lhes resta para agir (Ap 12:12).
Israel como povo muitas vezes tem se esquecido, ao longo de sua própria história, dessa nobre missão, desse chamado divino e irrevogável. Mas, se recorrermos ao Tanhuma Kdoshim, 10 (um antigo Midrash), escrito antes do Tamuld da Babilônia, veremos que os rabinos da época já entendiam a importância de Israel no contexto universal. Ou seja, Israel é o centro da terra na perspectiva messiânica. Assim, o centro do mundo seria Israel, do mesmo modo que o centro de Israel seria Jerusalém. O centro de Jerusalém seria o Templo; o centro do Templo seria o Aron Hakodesh (a Arca) e o Centro da Arca seria a Torá.
Representação do Midrash Tanhuna Kdoshim: A Palavra do Eterno como centro do universo

Mas, o que é a Torá? No profundo sentido espiritual seria a Palavra de D´us, Sua “davar”ou “logos”. Para mim, a Torá é o Verbo que se fez carne e habitou entre nós, segundo João (1:14), apóstolo e seguidor de Yeshua, o Messias, em sua primeira vinda. Na sua primeira vinda, Yeshua veio para trazer as Boas Novas de redenção para a humanidade; veio como profeta, como Filho do homem (Ben Adam), como gostava de ser chamado. Mas, em sua segunda vinda, virá como Rei (Ben David) e Sacerdote para implantar o Seu Reino Messiânico de Justiça, Paz e Alegria (Rm 14:17), reinando sobre as nações de Jerusalém, exatamente do Templo de Salomão que será reconstruído no Monte Moriá, segundo o profeta Ezequiel.
O profeta Ezequiel, em exílio na Babilônia no ano 598, A.C, entendeu claramente o porquê de Israel estar em exílio por 70 anos. Israel vivia como as demais nações na tríade da idolatria, adultério e apostasia. Ezequiel vê Israel saindo dos propósitos divinos e em luta constante com seus vizinhos. Depois, num outro tempo, Ezequiel vê as nações da terra marchando contra Israel. Sobre isto, gostaria, para efeitos didáticos, fazer uma “midrash” de vários textos bíblicos, resumindo no seguinte:
Os três tipos de inimigos de Israel em três tempos:
I. Primeiro Tempo – Os vizinhos inimigos de Israel.
Os capítulos 25 a 32 de Ezequiel mencionam os vizinhos de Israel como seus inimigos. Todos tem em comum um único propósito: destruir Israel! Quem são eles?
Amon, Moabe, Edom, Filístia, Tiro, Sidon e Egito. Asafe, salmista contemporâneo do Rei David, escreveu no Salmo 83 que os vizinhos inimigos de Israel são: Edom (descendentes de Esaú), Ismaelitas (descendentes de Ismael), Moabe (descendentes de Ló com sua filha mais velha), Hagarenos descendentes de Hagar), Gebal (fenícios e parte do Líbano), Amom (filhos de Ló com a filha mais nova), Amaleque (descendentes de Esaú), Filisteus (habitavam em Jope e Gaza), Tiro e Assíria (parte da Síria e Iraque). No Salmo 83, é dito que esses povos formaram uma liga, um conselho (federação) com um único objetivo: Riscar Israel do Mapa! (Vinde, e apaguemo-los para que não sejam nação, nem seja lembrado mais o nome de Israel – verso 4). Ou seja, podemos fazer uma correlação entre os textos de Ezequiel (25-32) com o Salmo 83 e chegar à conclusão que todos esses povos foram inimigos ferrenhos de Israel e tentaram destruí-lo, impedindo que o povo hebreu conquistasse e tomasse posse da Terra prometida a Abraão, a terra de Canaã. Interessante notar que nenhum desses povos prevaleceu na terra. Todos esses povos possuem vestígios no atual povo árabe, hoje os vizinhos de Israel. E o mais interessante é que o mesmo espírito e desejo de destruir Israel continua vivo. Portanto, Israel deverá estar atento sempre aos seus novos “antigos” vizinhos.
Resumindo:
a) Esses antigos vizinhos foram e serão ainda derrotados no futuro segundo o salmista. Isto nos mostra que existirão países vizinhos de Israel que tentarão alcançar seus antigos objetivos: Apagar Israel do Mapa. Podemos então dizer que esses vizinhos tentarão impedir a existência de Israel, isto é, do povo e da terra de Israel ainda nos dias de hoje.
b) Motivo espiritual: impedir que as profecias messiânicas se cumpram quanto à terra de Israel e seu povo para a chegada do Messias e de seu Reino universal (Tikkun Olam).
II) Segundo Tempo – A coligação das nações, inimigos de Israel.
Representada em Apocalipse como a Grande Babilônia (Ap 17 a 20) constituída por dez reis ou nações ou coligações das nações, onde aparecem figuras como o Dragão (satanás), a Besta e o Falso Profeta (Ap19). A tríade do espírito da Babilônia é a idolatria, a prostituição e a apostasia. Podemos dizer que idolatria é tudo aquilo que afasta o homem do verdadeiro D´us; a prostituição é tudo aquilo que corrompe relacionamentos e valores morais, e apostasia é a conseqüência natural de afastar o homem do Seu Criador, da fé, das bênçãos e promessas. Hoje, vemos claramente que as nações estão se alinhando para a formação desta liga babilônica, onde Israel é o centro dessa oposição. É interessante notar que a Europa tem sido invadida por mulçumanos oriundos dos países árabes e da África, principalmente. Nota-se também que os países europeus tornam-se cada vez mais antagonistas ao Estado judeu. Facções da ideologia nazista tem crescido no mundo todo, bem como o antissemitismo. O espírito do mal que nos tempos bíblicos tentava impedir Israel de se estabelecer e existir, aparece ao longo da história na destruição do primeiro Templo por Nabucodonosor, do segundo Templo por Tito de Roma, seguido depois pelos Cruzados, Inquisição, Pogroms, Holocausto, intifadas, e no momento, a coligação de terroristas islâmicos.
Objetivo final: Tentar impedir a vinda (retorno) do Messias e de Seu Reino Milenar, o Tikkun Olam. Pois segundo as profecias, o Messias Yeshua volta para Israel, não para outro país. Porém, essa “babilônia” será destruída na batalha no Vale do Armagedon, ou Megido, ou Vale de Jesreel, o vale do juízo, onde o Messias adentrará com seus eleitos e vitoriosos, destruindo a besta e o falso profeta, lançando-os no abismo, no lago de fogo e enxofre. O Dragão, satanás, será preso por mil anos (Ap19:20 e 20:2). Quase todos os profetas bíblicos desde Isaías até Malaquias fizeram menção quanto ao “Iom há Din” o grande e temível dia do Senhor, o dia do juízo das nações.
III) Terceiro Tempo – Coligação das nações com Gogue e Magogue contra Israel no final da era milenar
Mesmo após o Reino de D´us ser implantado nesta terra pelo Messias Yeshua (para aqueles que Nele crêem), aparecerão no final da era milenar povos e nações que se rebelarão contra todo o propósito deste Reino messiânico. Inacreditável, mas isto acontecerá segundo as profecias. O profeta Zacarias (Zc 14:16) menciona que neste período de 1000 anos de paz na terra, as nações subirão de ano a ano a Jerusalém para adorarem o grande Rei Messias e para celebrarem a festa de Sucot (Tabernáculos), mostrando a paz no mundo e a alegria por termos um Rei soberano sobre todas as nações. Nesta época haverá três tipos de pessoas vivendo na terra. O primeiro será constituído por aqueles crentes em Yeshua que morreram no Messias, mas que ressuscitaram por ocasião que antecedeu a Sua vinda, no arrebatamento da Igreja, judeus e gentios juntos no Messias (I Te 4:13:16). O segundo tipo foram aqueles crentes que não passaram pela morte, mas também tiveram seus corpos glorificados na vinda de Yeshua (ITe13:15) e o terceiro tipo serão pessoas que nascerão durante a era milenar. Eles levarão uma vida normal no período milenar, mas no final do milênio satanás será solto e levará grande parte desses a uma rebelião contra D´us e o Messias. Porém, serão destruídos pelo fogo que cairá dos céus (Ap20:7-10). Quem serão esses povos que se rebelarão contra D´us no Reino milenar de Yeshua? Ezequiel, nos capítulos 38 e 39, e também Ap 20:8, mencionam Gogue, chefe de Meseque e Tubal, Pérsia, Cuche, Pute, Gomer e Togarma. Quem são esses povos?
Gogue representa uma entidade de satanás. Meseque (filho de Jafé, deu origem aos europeus); Tubal (assírios); Persa (Irã); Cuxe (descendentes de Cão, os Líbios, p. ex.); Gomer (descendentes do filho mais velho de Jafé, os Cimérios, arianos que vieram da Ucrânia e Rússia) e finalmente Togarma (povo de Carmequis, Turquia). Muito interessante analisar que esses povos serão os arqui-inimigos de Israel e do reino messiânico.
Objetivo final: no final do milênio, segundo a Bíblia, haverá o juízo final e a ressurreição de todos aqueles que não passaram pela primeira ressurreição (dos salvos em Yeshua). Portanto, o objetivo de Gogue e Magogue com suas nações coligadas será impedir o Juízo final, por isso, tentarão pela última vez destruir a sede do Reino Milenar, Jerusalém – Israel. Em outras palavras, satanás tentará anular o juízo final e a condenação que virá para seus seguidores (Ap 20:7-15).
Indicação das nações da coligação “Gogue” e “Magogue”
PORÉM, HÁ UM GRANDE MISTÉRIO QUE NÃO PODEMOS ENTENDER, não nos sendo revelado: – Como sendo o D´us de Abraão, Isaque e Jacó, o D´us de Israel, um Deus definido pela Bíblia como AMOR , pode ser chamado pela própria Bíblia de D´us dos Exércitos de Israel (ICr 11:9;ICr17:24; I Sm17:45) ou o D´us das batalhas (Sl24:8; ISm25:28) ou o D´us que adestra as mãos de Israel para a guerra (Sl144:1)?
Lembremo-nos que D´us não muda (Ml 3:6). Ele é o mesmo D´us de ontem, de hoje e de sempre. Portanto, concluímos que Ele continua sendo o D´us dos Exércitos de Israel nos dias de hoje.
Eu não posso entender como um D´us definido como amor, paz, justiça, alegria e tantos outros atributos, pode se posicionar ainda hoje como o D´us dos Exércitos de Israel! Isto é difícil de entender, mas é verdade.
Poucos conseguem ver que D´us trabalha em tempos e propósitos consecutivos: Adão perde pelo livre arbítrio o Reino terreno sob o comando celestial e toda a humanidade tem sofrido grandemente as consequências deste pecado da separação: guerras, fome, miséria, corrupção, perda dos valores morais, deterioração da família, etc. Portanto, D´us dá inicio ao processo de Redenção, escolhendo primeiro um povo e uma terra para se manifestar, mostrando seu propósito, dando a este povo a Sua Torá. Este povo precisaria de aprendizado, de disciplina e de temor a D’us. Assim, D´us o coloca por 430 anos para ser escravo no Egito. Depois, D´us através de Moisés o leva para a terra de Canaã, a terra prometida para que jamais deixassem aquele local. Logo a seguir, D´us levanta seus profetas que preconizam e ensinam sobre a era messiânica e o papel de Israel, em específico, da Tribo de Judá, da qual sairia o Messias em sua primeira vinda. Um grande feito divino que marcou o mundo antes e depois dele foi a redenção individual do Messias há dois mil anos, permitindo às nações, através do Mashiach, usufruir das alianças, das promessas e das bênçãos de Israel. O muro de separação foi quebrado entre Israel e as nações. D´us queria que Seu Reino começasse em cada coração, ainda no interior, na alma, tanto para os judeus como para os gentios que crêem em Seu Filho, o Mashiach!(Ef 2:11-22).
Dois mil anos se passaram. D´us permite que Israel subsistisse entre os povos, ajuntando-os dos cantos da terra e levando-os para a terra de seus pais. Israel floresce como povo e nação, preparando-se para o grande dia em que seus olhos serão abertos e receberão o messias Yeshua como Seu Rei (Rm11:26). Este tempo se aproxima e aqui faremos um parêntese, uma pausa, para que as profecias messiânicas continuem a se cumprir em Israel e no mundo.
Se realmente cremos que Ele é amor, então, só entenderemos no final e no tempo messiânico o porquê de todo este conflito com Israel através da história humana. Lá saberemos e comprovaremos que realmente a humanidade receberá o melhor Dele, o Seu amor! Ele só ama Israel porque ama todas as nações. Ele quer o melhor para as nações e, por isso, escolheu Israel e seu povo para ser a luz para as nações (Isaias 42:6) através Daquele (O Mashiach) que vêm Dele para reinar sobre toda a terra, estabelecendo o Seu shalom, a Paz!
Yeshua, em sua primeira vinda, falou muito deste Reino de D´us que começa primeiro em nosso coração. Mas em breve ele será real! A terra viverá em paz, Israel florescerá e dará frutos ao mundo. As nações da terra subirão a Jerusalém para adorar o grande Rei. O próprio Yeshua, quando se despediu de seus discípulos num Seder de Pesach (Ceia de Páscoa), disse que desde aquele momento não beberia mais do fruto da videira (vinho, kidush de Pesach) até aquele dia em que conosco beberá de novo, no Reino do Pai (Mt 26:29). Ele mesmo declarou à Jerusalém: “Declaro-vos, pois, que, desde agora, já não me vereis, até que venhais a dizer: “Baruch há Ba BeShem Adonai” – Bendito o que vem em nome do Senhor! (Mt 23:39)
submitted by josianemoreira to u/josianemoreira [link] [comments]


2020.08.27 16:02 Scabello More about Belarus color "revolution"

Text from a amazing marxist virtual magazine from Brazil.

https://revistaopera.com.b2020/08/26/belarus-nacionalismo-e-oposicao/

Belarus: nacionalismo e oposição


As manifestações em Belarus estão recebendo uma grande cobertura nos meios ocidentais, o que se reflete na imprensa brasileira, que se contenta em traduzir e repetir aquilo que é dito em grandes veículos europeus. A amplitude e até a paixão dessa cobertura gera, por efeito de contraste, uma sensação de falta de profundidade, já que em meio de tantas notícias, carecemos até mesmo de uma introdução sobre aspectos específicos do conflito e dos atores que participam dele. O que a cobertura nos oferece, no entanto, é uma narrativa sobre manifestantes lutando contra um ditador em nome da liberdade, discurso fortalecido por uma certa abundância de imagens. Na frente desta luta, a candidata derrotada – alegadamente vítima de fraude – Sviatlana Tsikhanouskaya, uma “mulher simples”, “apenas uma dona de casa”, o símbolo da mudança. Em alguns dos meios de esquerda e alternativos, este posicionamento da grande mídia já gera uma certa desconfiança. Imediatamente surgem perguntas sobre quem forma essa oposição e se podemos fazer comparações com a Ucrânia em 2014, onde uma “revolução democrática” foi acompanhada por grupos neofascistas, ultranacionalismo e chauvinismo anti-russo. Outros já se revoltam contra o reflexo condicionado e declaram que não podemos julgar os eventos de Belarus pela ótica dos eventos ucranianos, e que avaliações não deveriam ser feitas na função inversa da grande mídia. Me deparando com a diversidade de problemas que podem ser desenvolvidos a partir do problema de Belarus, decidi começar com um problema simples de imagem e simbologia, mas que nos traz muitas informações. As imagens que estampam os jornais são dominadas por duas cores: branco e vermelho.

Uma disputa pela história

Uma faixa branca em cima, uma faixa vermelha no meio e outra faixa branca embaixo – esta bandeira domina as manifestações oposicionistas em Belarus. Ela surgiu primeiro em 1919, em uma breve experiência política chamada de República Popular Bielorrussa, órgão liderado por nacionalistas mas criado pela ocupação alemã no contexto do pós-Primeira Guerra, Guerra Civil na Rússia e intervenção estrangeira que ocorreu naquele período. Uma bandeira diferente do símbolo oficial de Belarus: do lado esquerdo, uma faixa vertical reproduz um padrão tradicional bielorrusso, como na costura, em vermelho e branco, do lado duas faixas horizontais, vermelho sobre verde (somente um terço em verde). Bandeira muito similar à velha bandeira da República Socialista Soviética de Belarus, com a diferença que na antiga o padrão tradicional estava com as cores invertidas e na massa vermelha horizontal brilhava a foice-e-martelo amarela com uma estrela vermelha em cima. Os manifestantes também usam um brasão de armas histórico do Grão Ducado da Lituânia, a Pahonia, onde vemos um cavaleiro branco, brandindo sua espada e segurando um escudo adornado por uma cruz jaguelônica. O emblema oficial de Belarus, no entanto, é diferente, correspondendo à simbologia soviética, onde um sol que se levanta sobre o globo ilumina o mapa de Belarus, com bagos de trigo nos flancos e uma estrela vermelha coroando a imagem. Essa diferença entre símbolos do governo e da oposição não é só uma diferença política momentânea, mas remete a uma disputa pela identidade nacional de Belarus, a processos divergentes de formação de consciência nacional, conforme exemplificados por Grigory Ioffe. Quando Belarus se tornou independente da União Soviética nos anos 90, isto aconteceu apesar da vontade popular, sem movimentos separatistas como os que ocorreram vigorosamente nas repúblicas soviéticas bálticas, vizinhas de Belarus pelo norte, ou na parte ocidental da Ucrânia, país que faz fronteira com Belarus pelo sul. Pelo menos até pouco tempo atrás, a maioria dos cidadãos se identificava com a Rússia e concebia a história de Belarus no marco de uma história soviética. Para a maioria da população, o evento mais importante da história de Belarus foi a Grande Guerra Patriótica, isto é, a resistência contra os invasores nazistas, o movimento partisan como primeiro ato de vontade coletiva. É depois da guerra que os bielorrussos se tornam maioria nas cidades do país (antes de maioria judaica, polaca e russa), bem como dirigentes da república soviética – líderes partisans se tornaram líderes do partido. Esse discurso filo-soviético também é acompanhado pela ideia de proximidade com a cultura russa, inclusive a constatação de que é difícil fazer uma diferenciação nacional entre as duas culturas. Em termos de narrativa histórica, isso é acompanhado por afirmações como a de que a Rússia salvou o povo das “terras de Belarus” da opressão nacional e religiosa dos poloneses. Então, figuras históricas da Rússia são lembradas, como por exemplo o general Alexander Suvorov (1730 – 1800), que é celebrado como um herói da luta contra a invasão polonesa das “terras de Belarus” e da Rússia em geral. Essa ideia de união entre Rússia e Belarus é fundamental para o pan-eslavismo. A revolução em 1917 também é considerada um episódio nacional, o começo da criação nacional de Belarus dentro da União Soviética, com sua própria seção bolchevique e adesão dos camponeses à utopia comunista, mas nem isso e nem a história nacional russa superam a Segunda Guerra Mundial como fator de consciência nacional. Contra esta visão surgiu uma alternativa ocidentalizante, que propõe que Belarus é um país completamente diferente da Rússia, que foi dominado pela Rússia e que precisa romper com Moscou para ser um país europeu. Essa tendência tenta afirmar a existência de um componente bielorrusso específico na Comunidade Polaco-Lituana, identificando a elite pré-nacional com nobres locais. Atribuem a “falta de consciência nacional” no país à intrigas externas. Seus heróis de forma geral são heróis poloneses, e celebram quando os poloneses invadiram a Rússia. Se esforçam por fazer uma revisão histórica que justifique a existência de uma nacionalidade bielorrussa atacando a narrativa ligada à Segunda Guerra Mundial, renegando a luta dos partisans e enquadrando sua nação como uma “vítima do estalinismo”, que passa ser comparado com o nazismo como uma força externa. Suas preocupações centrais, além de tentar construir uma história de Belarus antes do século XX, está a preservação da língua bielorrussa em particular, com suas diferenças em relação ao russo. Nessa visão, as repressões do período Stálin deixam de ser uma realidade compartilhada com os russos e outras nacionalidades soviéticas, para ser entendida como uma repressão contra a nação de Belarus, exemplificada principalmente pela repressão de intelectuais nacionalistas. Na tentativa de desconstruir o “estalinismo” e os partisans, os nacionalistas defenderam a Rada Central de Belarus, um órgão colaboracionista criado pela ocupação alemã, que não pode ser chamado sequer de governo títere, mas que adotava a visão histórica dos nacionalistas e fez escolas de língua exclusivamente bielorrussa em Minsk. A Rada foi liderada por Radasłaŭ Astroŭski, que foi para o exílio norte-americano e dissolveu órgão depois da guerra para evitar responsabilização por crimes de guerra. A versão nacionalista não só defende a “posição complicada” dos colaboradores nos anos 40, como revisa positivamente o papel do oficial nazista Wilhelm Kobe, Comissário Geral para Belarus entre 1941 e 1943 (até ser assassinado pela partisan Yelena Mazanik). Argumenta-se que Kobe seria um homem interessado nas coisas bielorrussas e seu domínio permitiu o florescimento nacionalista. Do lado colaboracionista existiu uma Polícia Auxiliar e a Guarda Territorial Bielorrusa, as duas ligadas aos massacres nazistas e associadas a uma das unidades mais infames da SS, a 36ª Divisão de Granadeiros da SS “Dirlewanger”. Depois, foi formada por uma brigada bielorrussa na 30ª da SS. A colaboração usava as bandeiras vermelha e branca, com a Guarda Territorial usando braçadeiras nessa cor. Essas cores seriam retomadas na independência do país em 1991, mas foram muito atacadas por sua associação com a colaboração. Por isso ela foi rechaçada por uma maioria esmagadora em um referendo realizado em 1995, que definiu os símbolos nacionais de hoje e mudou o “Dia da Independência” para 3 de Julho, dia em que Minsk foi libertada das forças de ocupação nazista, em 1944. A visão nacionalista e ocidentalizante é minoritária, compartilhada por algo entre 8% e 10% da população; número que é consistente com o número de católicos do país – um pouco maior, na verdade, o que serve para contemplar uma minoria de jovens de Minsk, que proporcionalmente tendem a ser mais adeptos de uma visão distinta da história soviética. Em 1991, o nacionalismo se reuniu na Frente Popular Bielorrussa, em torno da figura do arqueólogo Zianon Pazniak, que representava uma militância radical, anti-russa, europeísta e guardiã dessa simbologia nacional. O movimento fracassou e parte disso provavelmente se deve à liderança de Pazniak, tido como intolerante. Havia também um movimento paramilitar chamado Legião Branca, que se confrontaria com Lukashenko no final dos anos 90. Estes seriam “os nazis bielorrussos dos anos 90”, pecha que é disputada por seus defensores, que os retratam até mesmo como democratas, mas que é justificada por seus detratores baseada em seu separatismo étnico e intolerância dirigida aos russos apesar de viverem no mesmo espaço e a maioria do seu próprio país falar a língua russa. Ainda assim, o alvo-rubro vem sendo reivindicado como um símbolo de liberdade, democracia e independência: seus defensores vêm tentando firmar a identidade dessa bandeira mais em 1991 do que em 1941. Para todos os efeitos, se tornou um símbolo de oposição Lukashenko, símbolo de “outra Belarus”, com boa parte dos jovens mantendo uma atitude receptiva em relação a ela – um símbolo carregado de controvérsia, mesmo assim. Essas divergências simbólicas escondem diferentes histórias e questões políticas radicais. Além disso, é possível constatar que Belarus tem dois componentes nacionais externos em sua formação: os poloneses e os russos. No plano religioso, o catolicismo associado com Polônia e a ortodoxia associada à Rússia (segundo dados de 2011, 7,1% da população católica, 48,3% ortodoxa e 41,1% diz não ter religião, 3,5% se identificam com outras). Na disputa histórica, existe uma narrativa filo-soviética e outra ocidentalizante. Nesta última década, o próprio governo Lukashenko presidiu sobre uma política de aproximação e conciliação dessas narrativas históricas sobre Belarus, tentando ocupar uma posição mais nacionalista, mesmo que mantendo o núcleo soviético como fundamental. Esta aproximação foi muito criticada por um núcleo duro de patriotas e irredentistas russos. Por outro lado, dentre os manifestantes não necessariamente há uma ruptura total com a narrativa histórica partisan e motivos antifascistas, pelo menos não se buscarmos casos individuais – nesse caso, o uso histórico da bandeira seria ignorado ou superado por outra proposta. Apesar de existir uma oposição que busca lavar a bandeira alvirrubra, é possível identificar nacionalistas radicais na oposição?

Belarus não é Ucrânia – mas pode ser ucranizada?

Pelo menos em meios ocidentais, se afirmou muito que “a crise de Belarus não é geopolítica”. Muitos textos publicados no Carnegie Moscow Center elaboraram em torno dessa afirmação. A declaração da Comissão Europeia afirmou isso. O professor e colunista Thimothy Garton Ash escreveu no The Guardian que sequer se pode esperar um regime democrático liberal depois da saída de Lukashenko, e relata contatos com bielorrussos que dão a impressão de um sentimento ao mesmo tempo oposicionista e pró-russo. Por esse argumento, Belarus é diferente da Ucrânia, as manifestações não têm relação com geopolítica, os bielorrussos até gostam da Rússia e a lógica extrapola ao ponto de dizer que, portanto, Putin tende a apoiá-las. Mais de um texto fala de como a identificação entre bielorrussos e russos, como povos irmãos ou até iguais, “anula” essas questões – isto é, estes textos têm como pressuposto uma solidariedade nacional, uma continuidade entre os dois povos, algo distinto do radicalismo nacionalista. Até parecem acreditar que isto tiraria de Putin o interesse de ajudar Lukashenko ou da Rússia enquadrar esses eventos na sua visão estratégica como algo equivalente ao problema ucraniano. De fato, Belarus não é a Ucrânia. A divisão sobre a identidade nacional não é tão polarizada em Belarus como é na Ucrânia. A divisão regional e linguística, bem como as diferentes orientações geopolíticas, não é tão radical. A marca da colaboração e suas consequências políticas não é tão forte em Belarus como é na Ucrânia – não acredito que o nacionalismo em Belarus está no mesmo patamar do ultranacionalismo ucraniano. No plano da operação política, a comparação com a Ucrânia é feita em função do Maidan de 2014, onde também existem diferenças. O Maidan teve a participação decisiva de partidos políticos consolidados e posicionados dentro do Parlamento, que no momento final tomaram o poder do presidente Yanukovich usando seu poder parlamentar. Partidos ligados a oligarcas multimilionários, com políticos que enriqueceram em negócios de gás, e nas ruas uma tropa de choque de manifestantes formada por nacionalistas bem organizados. Dito isso, devemos olhar para o posicionamento da oposição bielorrussa e não aceitar de forma acrítica as narrativas de que a manifestação não tem nada a ver com geopolítica e que não possuí liderança. Alegam que questões como adesão à OTAN e integração europeia não são primárias na política de Belarus – será mesmo? E essas questões nacionais, não têm relação alguma com as manifestações? Primeiro, um dos movimentos que protagoniza enfrentamentos de rua em Belarus desde outros anos (especialmente nos enfrentamentos de rua de 2010) e se destaca nos meios oposicionistas, inclusive com reconhecimento ocidental, é a Frente Jovem, que é um movimento nacional radical, acusado de filo-fascista e ligado aos neofascistas ucranianos. Este movimento também é ligado ao partido Democracia Cristã Bielorrusa (DCB), o qual ajudou a fundar. Ambos são contra o status oficial da língua russa e querem retirar o russo das escolas. Pavel Sevyarynets, um dos fundadores da Frente Jovem e liderança da DCB, é frequentemente referido como dissidente e “prisioneiro de consciência” foi organizador da campanha “Belarus à Europa”. Ele foi preso antes das eleições como um organizador de distúrbios. A Revista Opera teve acesso ao material de um jornalista internacional que entrevistou um professor de artes bielorrusso, autoproclamado anarquista e defensor das manifestações, que se referiu à prisão de Sevyarynets como um ato preventivo do governo e respondeu a uma pergunta sobre as reivindicações do movimento dizendo que as pessoas tem em sua maior parte bandeiras nacionalistas. Em segundo lugar, cabe ressaltar que um dos principais partidos de oposição e representante das declarações atuais é o Partido da Frente Popular Bielorussa (PFPB), descendente da Frente Popular dos anos 90, um partido de direita, adepto da interpretação nacionalista, hostil à Rússia e pró-europeu. O PFPB, a Democracia Cristã, a Frente Jovem e o partido “Pela Liberdade” são parte de um “Bloco pela Independência de Belarus”. Estes movimentos tiveram vários contatos com grupos neofascistas ucranianos, com a Frente Jovem em específico mantendo relações de longa data e tomando parte em marchas em homenagem a colaboradores como Stepan Bandera e Roman Shukeyvich (que na SS Natchigall foi um carrasco dos habitantes e partisans do sul de Belarus) – diga-se, entretanto, que não necessariamente funcionam da mesma forma que as organizações extremistas. Mesmo movimentos que se organizam como ONGs, com aparência de ativismo genérico e recebendo dinheiro de programas para promover a democracia a partir da Lituânia (que por sua vez direciona dinheiro do Departamento de Estado dos Estados Unidos), servem como organizações nacionalistas, como é o caso da ONG BNR100. Em terceiro lugar, podemos olhar para algumas lideranças de oposição presentes no Conselho de Coordenação formado para derrubar Lukashenko. Foi proclamado que o Conselho de Coordenação é composto por “pessoas destacadas, profissionais, verdadeiros bielorrussos”, por aqueles que “representam o povo bielorrusso da melhor maneira, que nestes dias estão escrevendo uma nova página da história bielorrussa”. Olga Kovalkova, peça importante da campanha de Sviatlana Tsikhanouskaya, que já havia listado pessoas do conselho antes dele ser anunciado oficialmente, em sua página do Facebook. Ela mesma é um dos membros. É graduada pela Transparency International School on Integrity e pela Eastern European School of Political Studies (registrada em Kiev, patrocinada pela USAID, National Endowment for Democracy, Open Society Foundation, Rockefeller Foundation, Ministério das Relações Exteriores da Polônia, União Europeia e estruturas da OTAN). Kovalkova é co-presidente da Democracia Cristã Bielorrussa; defende a saída de Belarus da Organização Tratado de Segurança Coletiva (OTSC; Tratado de Takshent), a separação do Estado da União com a Rússia e a retirada do russo da vida pública. O outro co-presidente da DCB, Vitaly Rymashevsky, também está no conselho. Ales Bialiatski, famoso como defensor dos direitos humanos e que foi preso sob acusação de enganar o fisco a respeito da extensão de sua fortuna, também fez parte do movimento nacionalista da Frente Popular de Belarus, do qual foi secretário entre 1996 e 1999 e vice-presidente entre 1999 e 2001. Também é fundador da organização Comunidade Católica Bielorrussa. É presidente do Viasna Human Rights Centre (financiado por Eurasia Foundation, USAID e OpenSociety) e recebeu o prêmio liberdade do Atlantic Council, além de prêmios e financiamentos na Polônia. Sua prisão em 2011 foi baseada em dados financeiros fornecidos por promotores poloneses e lituanos, enquadrado por um artigo de sonegação da lei bielorrussa.
Na hoste dos nacionalistas mais comprometidos representados no Comitê de Coordenação temos também Yuras Gubarevich, fundador do partido “Pela Liberdade”, antes um dos fundadores da “Frente Jovem” e foi durante anos liderança do Partido Popular; uma das grandes lideranças oposicionistas.
📷
Pavel Belaus é ligado à Frente Jovem, um dos líderes da ONG Hodna e dono da loja de símbolos nacionalistas Symbal. Ele também é ligado ao movimento neofascista ucraniano Pravy Sektor e esteve envolvido na rede de voluntários bielorrussos para a Ucrânia. Andriy Stryzhak, do BNR100, ligado ao Partido da Frente Popular, coordenador da iniciativa BYCOVID19. Participou do Euromaidan, de campanhas de solidariedade com a “Operação Antiterrorista” de Kiev no leste da Ucrânia e de articulação com voluntários bielorrussos. Andrey Egorov promove a integração europeia. Alexander Dobrovolsky, líder liberal ligado ao velho eixo de aliados de Boris Yeltsin no parlamento soviético, é pró-ocidente. Sergei Chaly trabalhou em campanhas de Lukashenko no passado, é um especialista do mundo financeiro, ligado a oposição liberal russa e pro ocidente. Sim, também existem elementos de esquerda liberal ligados ao Partido Social Democrata de Belarus (Hromada), uma dissidência do PSD oficial, que é a favor da adesão à União Europeia e da OTAN. Dito isso, não falamos o suficiente da influência nacionalista. Tomemos por exemplo o grupo Charter 97, apoiado pelo ocidente, principalmente pela Radio Free Europe, que se estiliza como um movimento demo-liberal. Dão espaço para a Frente Jovem, onde naturalmente seu líder pode chamar os bielorrussos que combatem na Ucrânia de “heróis” pois combatem a “horda” (se referindo a Rússia da mesma maneira que o Pravy Sektor). Voluntários bielorrussos combateram ao lado de unidades do Pravy Sektor e do Batalhão Azov. Durante as manifestações, o Charter 97 publicou, no dia 15 de agosto, um texto comemorando o “Milagre sobre o Vistula: no dia 15 de agosto o exército polonês salvou a Europa dos bolcheviques” e “Dez Vitórias de Belarus”, em que a Rússia é retratada como “inimigo secular” dos bielorrussos. Ações de ocupação de poloneses contra a Rússia são celebradas como “vitórias bielorrussas”. É importante também observar o papel que padres católicos vêm cumprindo nas manifestações, inclusive se colocando à frente de algumas delas. O bispo católico Oleg Butkevich questionou as eleições no dia 12 de agosto. Pelo menos em Lida, em Vitebetsk, Maladzyechna e em Polotsk, clérigos organizaram manifestações. Em Minsk, tomou parte o secretário de imprensa da Conferência de Bispos de Belarus, Yury Sanko. Em Polotsk, sobre a justificativa de ser uma procissão, o padre Vyacheslav Barok falou do momento político como uma “luta do bem contra o mal”. É claro que padres católicos podem participar de movimentos políticos de massa, eles também são parte da sociedade, mas este dado não deixa de ter uma significação política específica, visto que os radicais do nacionalismo bielorrusso se organizam no seio da comunidade católica. Ao mesmo tempo, isso gera ansiedade em um “outro lado”, no que seria um lado “pró-russo”, não só por conta de conspirações sobre “catolicização” do país, mas por ter visto na experiência ucraniana a associação de clérigos do catolicismo grego a neofascistas e eventualmente o Estado bancando uma ofensiva contra a Igreja Ortodoxa russa, o que inclui tomada de terras e expropriação de templos. O mesmo problema está ocorrendo neste ano com os ortodoxos sérvios em Montenegro; existem dois precedentes recentes no mundo religioso cristão ortodoxo que podem servir para uma mobilização contra as manifestações.

Programa de oposição: em busca do elo perdido

A candidatura de Tikhanovskaya não tinha um programa muito claro fora a oposição a Lukashenko. Porém, um programa de plataforma comum da oposição, envolvendo o Partido da Frente Popular, o Partido Verde, o Hramada, a Democracia Cristã e o “Pela Liberdade” chegou a ser formulado em uma “iniciativa civil” envolvendo estes partidos e ONGs que estava no site ZaBelarus. Depois, parte deste programa foi transferido para o portal ReformBy. Quando o programa passou a ser exposto no contexto das manifestações (por volta do dia 16), a oposição tirou o site do ar, mas ele ainda pode ser acessado com a ferramenta Wayback Machine. O programa quer anular todas as reformas e referendos desde 1994, retornando à Constituição daquele ano (e conforme escrita pelo Soviete Supremo). Se compromete a retirar da língua russa seus status oficial, além de substituir a atual bandeira por uma vermelho e branca. Existe uma proposta de reforma total de todas as instituições: bancárias, centrais, locais, judiciais, policiais, militares.
O programa também tem uma sessão dedicada à previdência, criticando o sistema de repartição solidária de Belarus como “falido” e responsável por uma “alta carga tributária sobre os negócios”. Propõem “simplificação”, “desburocratização” e “alfabetização financeira da população” para que esta assuma sua parcela de responsabilidade pela aposentadoria. O sistema seria “insustentável” no ano de 2050 por razões demográficas. Também criticam o “monopólio” da previdência pública, “sem alternativas no mercado”. A proposta oposicionista é de contas individuais de pensão com contribuição obrigatória, mas sem eliminar o sistema solidário, tornando o sistema “baseado em dois pilares”; elevar a idade de aposentadoria das mulheres (57) para igual a dos homens (62); “desburocratização” através da eliminação e fusão de órgãos públicos de seguridade social; eliminar diversos tipos de benefício e igualar os valores para todos os cidadãos (independente da ocupação). Essas propostas previdenciárias em específico são assinadas por Olga Kovalkova. Na seção de economia, o programa fala de um “problema do emprego” criticando as empresas estatais e demandando flexibilização da legislação, “incentivos para os investidores”, “uma política macroeconômica de alta qualidade, i.e. inflação baixa, política fiscal disciplinada, escopo amplo para a iniciativa privada”; “o mercado de trabalho é super-regulado”, diz o documento. “Melhorar o ambiente de negócios e o clima de investimentos”, “tomar todas as medidas necessárias para atrair corporações transnacionais”, “privatização em larga escala”, “criação de um mercado de terras pleno”, “desburocratização e desmonopolização da economia”, “adoção das normas básicas de mercado e padrão de mercadorias da União Europeia”, enumera o programa dentre as diversas propostas, que incluem privatização de serviços públicos e criação de um mercado de moradia competitivo. Até aqui, com exceção da referência à língua russa, estamos falando mais de neoliberais do que nacionalistas propriamente. Podemos dizer também que pontos como adoção de padrões europeus e reformas econômicas influenciam a questão geopolítica. Ainda assim, boa parte dessas reformas econômicas também são defendidas por Viktor Barbaryka, empresário bielorrusso que era tido como principal candidato de oposição a Lukashenko que está preso por crimes financeiros; Barbaryka é considerado um “amigo do Kremlin”, pró-russo. Existe uma seção perdida, a seção de “Reforma da Segurança Nacional”. Na primeira semana de protestos, surgiu na rede uma suposta reprodução do conteúdo dessa seção¹. O conteúdo é uma análise ocidentalista que enquadra o Kremlin como uma ameaça, propondo a saída do Tratado de Takshent, da União com a Rússia e medidas para fortalecer o país com “educação patriótica”. Muitos temas que já foram vistos na Ucrânia, com a identificação do Kremlin como uma ameaça tendo como consequência a proposição de medidas contra “agentes do Kremlin” dentro do país, na mídia e na sociedade civil (e, dentre elas, uma proposta de “bielorrussificação” das igrejas). Tão logo isso passou a ser denunciado na primeira semana depois das eleições, o site inteiro foi tirado do ar. A oposição, tendo entrado em um confronto prolongado que pelo visto não esperava (contando com a queda rápida de Lukashenko) sabe que esse tipo de coisa favorece o governo e cria um campo favorável para ele, por isso agora tentam se dissociar, falando deste programa como produto de uma iniciativa privada, apesar de ser uma articulação política envolvendo líderes da oposição. Tanto seus elementos de reforma econômica combinam com o que diziam políticos de oposição liberal em junho, como as supostas posições geopolíticas casam com os nacionalistas que tomam parte da coalizão (e na verdade, é um tanto óbvio que pelo menos uma parte considerável dos liberais é pró-OTAN). No mesmo dia que tal documento foi exposto na mídia estatal bielorrussa – e mais tarde, comentado por Lukashenko em reunião do Comitê Nacional de Defesa – o Conselho de Coordenação declarou oficialmente que desejam cooperar com “todos os parceiros, incluindo a Federação Russa”. Desinformação? Por mais provocativas que sejam as posições do suposto trecho do programa, é fundamentalmente o discurso normal de nacionalistas e liberais atlantistas em Belarus; agora que os dados foram lançados, é natural que a direção oposicionista que não reconhece os resultados das eleições procure se desvencilhar desses posicionamentos estranhos aos seu objetivo mais imediato, que é derrubar Lukashenko.² Ainda que os manifestantes possam ter motivações diversas, a situação atual está longe de ser livre do peso da geopolítica e das narrativas históricas que sustentam o caminhar de um país.
Notas:¹ – Procurando o trecho em russo no Google com um intervalo de tempo entre o primeiro dia de janeiro de 2020 até o primeiro dia de agosto (isto é, antes disso virar uma febre na rede russa), o próprio mecanismo de pesquisa oferece uma página do “Za Belarus” que contém o trecho, mas com um link quebrado – sinal de que há algum registro no cache do Google. A data é dia 25 de junho.
² – O Partido da Frente Popular da Bielorrússia acusou Lukashenko de “fake news” ao divulgar o que seria o seu programa como se fosse de Tikhanovskaya, tratando as medidas como “inevitáveis para Belarus” porém “fora de questão” no momento. O programa, naturalmente, é marcado pela retórica nacionalista e defende adesão de Belarus na OTAN, mas não usa o mesmo palavreado. Da mesma forma o programa do PFPB também tem princípios liberais-conservadores na economia.
submitted by Scabello to fullstalinism [link] [comments]


2020.08.09 05:00 Skorkus Geo-Political Simulator 4 (2016) - Economia para Brasileiros [Tutorial]

Geo-Political Simulator 4 (2016) - Economia para Brasileiros [Tutorial]
Boa noite pessoal, Herick aqui.
Estou fazendo esse tutorial/guia para os manos brasileiros que querem aprender a jogar o jogo e não fazem a mínima ideia de como começar.
(Principalmente, com o addon 2020 que está por vim, muito ansioso aqui ^^)
Então vamos começar, a primeira coisa que você tem que fazer quando iniciar a partida é ver como seu país está.
Informações gerais da Ucrânia (2016)
Exemplo: A Ucrânia no início de 2016, está passando por uma recessão absurda de crescimento, o desemprego se encontra altíssimo e a inflação está quase uma Venezuela da vida, com um défice até que normal.
Bom, primeiro vamos dividir a economia em partes para você não se confundir.
Growth (Crescimento) o que é? Bom o crescimento é um indicador econômico que mostra, qual é ou qual será o crescimento econômico do seu país em relação ao PIB (GDP) no fim do ano.
Traduzindo, se você tem um crescimento de 10% em janeiro e você não gastar dinheiro com nada no ano todo, seu PIB (GDP) vai crescer em 10% esse ano.
(Claro que isso é improvável já que você pode passar por uma recessão, crescimento ou até mesmo pode ocorrer uma catástrofe, na qual vão pedir dinheiro do governo para ajudar a diminuir ou anular os danos causados).
Crescimento nas ações das empresas.
Em fim, como aumentar seu crescimento econômico? Existem diversas formas na verdade e não existe uma forma correta e concreta mas sim a forma que você deseja abordar.
Exemplo, se você quiser fazer uma abordagem mais Intervencionista, você pode subsidiar ou exonerar as taxas de alguns setores da Agricultura, Industria ou Serviços.
Você pode ter uma abordagem mais liberal e diminuir as taxas sobre as empresas, que vai diminuir os ganhos do governo, deixando mais dinheiro para as empresas, ajudando no crescimento delas e diminuindo o desemprego.
Diminuindo a taxa sobre o povo, que aumenta o poder de compra, dando a eles uma liberdade para comprarem mais, gerando mais dinheiro para as empresas, para o governo e diminuindo o desemprego.
Taxas
Logo como vocês conseguem notar tem muitas formas de lidar com a sua economia.
Inflation (Inflação) o que é? De forma resumida, inflação é um aumento no preço de todos os produtos do mercado devido a uma alta demanda por produtos ou devido a uma grave recessão econômica.
Obs: No caso da Ucrânia, a inflação está enorme devido a recessão absurda.
(Recessão muito alta, -9.15% em relação ao PIB ao longo do ano).
(Isso nas leis do jogo, se tem outro motivo para a inflação está tão alta eu não sei).
Como diminuir a inflação? Simples, controlando seu crescimento e desemprego.
Nunca testei com outros países mas com o Brasil, sempre que eu chegava em 7%, a minha inflação ficava estagnada ou começava a subir.
Uma boa forma de reduzir a inflação é aproveitar o crescimento abaixo de 4% e colocar a Taxa de Juros em 20% (Interest Rate).
(Dessa forma a inflação vai cair bem mais rápido e a sua moeda vai valorizar).
Obs: O custo por fazer isso é bem alto mas compensa, devido ao fato de que seus gastos vão diminuir e muito, só para saber seu orçamento também vai diminuir mas em proporção a queda dos gastos, essa mudança se torna quase que desnecessária e por isso vale a pena diminuir a inflação .
Levando isso em consideração você tem que ter um objetivo de inflação, normalmente a galera coloca o mínimo como 1% e o máximo como 5%.
Inflação caindo.
Porque não queremos uma inflação negativa? Com uma inflação negativa o mercado começa a ficar menos competitivo, aumentando o desemprego e piorando a economia.
Por algum motivo as pessoas ficam motivadas a comprar, quando os produtos estão um pouco caros, um exemplo disso é na Black Friday, as pessoas esperam ansiosos para ter aquele objeto e quando ele estiver mais barato as pessoas compram.
Enquanto se tudo fosse muito barato as pessoas iriam ter dinheiro para comprar tudo e as empresas não iam lucrar nada, porque o povo não iria ter aquele impulso e vontade de consumir os produtos do mercado. (É meio sem lógica mas é como o mercado funciona)
National Deficit (Défice nacional) o que é? Basicamente é um valor ou porcentagem de quanto o governo está gastando a mais que ganhando.
(Deficit: Quando falta algo para completar o necessário).
(Excess: Quando tem mais do que o necessário).
Aqui podemos ver que a Ucrânia está em um Deficit de -4.61% do PIB ao longo do ano
Traduzindo nosso objetivo no jogo e tentar trazer um excesso para nossa economia.
Não precisa entrar em panico, não é porque sua economia está em um deficit que você não pode pagar as suas contas.
A longo prazo seu objetivo é flexionar o "State Budget" até linha verde, como fazer isso? Faça cortes em alguns gastos, faça ajustes nos gastos e não gaste muito com subsídios ou obras públicas.
Eu entendo que de início você quer construir 100 mil escolas, 100 mil hospitais, 20 mil quilômetros de Hyperloop mas nós precisamos gastar aos poucos e pagar nossas contas.
Um exemplo disso é minha recente jogatina com o Brasil, eu estou a um ano no poder e já consegui pagar cerca de 500 bilhões de débito, apenas diminuindo a inflação, controlando o crescimento e gastando pouco dinheiro público.
Aqui podemos ver que o Brasil está em um Deficit de -2.48% do PIB ao longo do ano
Como vocês podem ver, o deficit do Brasil está bem dinâmico comparado ao de 2017 (2016) que era -10.30%.
(Obs: Nessa jogatina, eu utilizei o Real (BRL = Brazilian Real), já com a Ucrânia eu utilizei o Dollar ($), devido ao fato da moeda Ucrânia ser muito desvalorizada).
(No caso, os dados são de 2016 mas quando você joga com a oposição no jogo, eles simplesmente passam 1 ano e continuam com os dados de 2016, logo eu estou em 2018 mas era para ser 2017).
(Só para comentar, a seta de deficit está super baixa porque eu preciso diminuir o crescimento do Brasil (6.18%) em 2018 e eu estou tendo dificuldades para gerar uma recessão no Brasil, irônico não?)
Débito Público do Brasil (Agosto de 2017 até Julho de 2018)
Como eu havia dito, mesmo com um Deficit é possível pagar suas contas.
Orçamento/Débito (2017-2018)
E aqui mais alguns dados caso tenha curiosidade.
(Obs: Agora o Brasil não é mais dono dos correios e nem das lotéricas e eu privatizei outros serviços que o governo tinha um pouco das ações).
(Não me julguem, o Brasil nacionalizou os setores errados, agora somos os donos das distribuições de energia no Brasil e temos uma pequena parte das ações sobre distribuição de água no país.)
Taxes (Taxas) o que é? São um preço adicional que o governo cobra sobre produtos e serviços para gastos públicos.
No que isso me ajuda? Bom com isso, você pode aumentar o preço sobre a bebida fazendo as pessoas beberem menos.
Pode diminuir as taxas sobre o povo, que vai fazer o governo arrecadar menos dinheiro com as taxas mas em contra partida vai fazer o povo ter mais dinheiro para comprar o que bem entendem, aumentando o orçamento das empresas.
Pode diminuir as taxas sobre as empresas, fazendo elas terem mais dinheiro, logo ajudará todos os setores, devido ao fato deles terem mais dinheiro para investir, gerando mais empregos e etc...
Em fim existem diversos tipos de taxas, que vão deixar alguns tipos de pessoas contentes e outros tipos de pessoas descontentes, abaixo de Deus e do Parlamento (se eles tiverem poder), você é um Rei meu amigo.
Taxa para os Turistas entrarem no Brasil (2018)
Um exemplo do que foi dito é a taxa de turismo no Brasil, que custava $20 e agora custa apenas $5, ajudando o turismo.
(Obs: Chegou ao ponto que o ministro do meu gabinete, não parava de reclamar sobre o Brasil não ser um refúgio para imigrantes ou para tomar cuidado para nos não nós tornarmos uma minoria em nosso próprio país).
(Notasse que o turismo também aumentou pelo baixo índice de desemprego no Brasil com 0.1% e a política aberta a imigrantes). (Não estou envolvido nesse B.O)
Imigração no Brasil (2018)
(Como se 10 mil pessoas, fossem tornar uma nação de 200 milhões uma minoria...)
Finanças do Brasil (2018)
Uma aba muito boa, que você vai querer dar uma analisada no jogo é a aba de Finanças (Finance), já que ela mostra o que você mais produz.
(Obs: É o que você mais produz em relação ao país e não em relação ao que você mais produz no mundo).
(Porque tipo, se você fazer um trade (comércio) de Chemical Industry (Industria Química) com os USA você consegue até uns 400-600 bilhões de reais e tipo o Brasil só produz 3.6% dos produtos químicos no mundo e consome 1.8% do mesmo, deixando 1.8% para vender a fora).
(Toma cuidado com essas armadilhas, pois vão aumentar teu crescimento até uns 14%, ai tua inflação explode e tu vai acabar afundando em débitos e na maior recessão econômica que o teu país vai ter passado na vida).
(Outro exemplo, o ferro mostra que você apenas produz, 2.76% das vendas nacionais, quando eu fui olhar um dia desses, olha o quanto essa produção gera no mundo).
Industria de Ferro Brasileira (2018)
(Brasil é o terceiro maior produtor de ferro do mundo...)
(Só fazer uma aliança com a China, Australia e a India, cria a OPEC do ferro, OIEC = Organization of the Iron Exporting Countries, aumenta o preço e capiche o mundo agora deve dinheiro a esses quatro páises).
(Se for fazer isso, faça com moderação ou vai passar pelo contrato do Death Note).
Contrato Death Note assinado, 6 meses depois... nota de falecimento do seu país.
Só revisando, isso se chama Bolha Econômica, quando algum setor esta gerando muita grana e a economia do país depende daquele setor.
(Obs: Além de outros diversos fatores, esse foi um dos principais motivos do porque a Venezuela está do jeito que está atualmente, concentrou tudo no petróleo e quando o preço por barril diminuiu a mesma chora até hoje).
Além dos outros problemas que eu tinha citado antes, eu esqueci de falar que seu país vai passar pela segunda recessão econômica não por causa da inflação dessa vez mas sim porque o contrato acabou/expirou.
E devido ao fato do contrato ter expirado, você agora tem um buraco de 418 bilhões por um ano (ou ao longo de 5 anos, depende de quando tempo você colocou para receber no contrato).
(E mesmo que você tente refazer o contrato com aquele país, o contrato nunca será o mesmo, devido ao fato daquele país ter melhorado aquele setor ou ter começado a comprar aquele produto bem mais barato, etc.. outros fatores).
Super Mercado Venezuelano (Ex: Atacadão do Brasil)
Algo que com certeza vocês não querem que aconteça no seu país.
Boa sorte tentando não criar a nova Grécia mundial.
Débito Publico Mundial (2016)
(Estou perplexo, tem alguém que deve mais dinheiro que a Grécia... wtf)
(Obs: Só para comentar o povo desses dois países vivem até que muito bem, o problema da pobreza e miséria na Venezuela é a absurda inflação e não o débito).
(Que infelizmente só vai aumentar com o Covid-19)
(Débito da Venezuela em 2016 é de 56% do próprio pib).
(Quem mais deve dinheiro no mundo em 2016 são os Estados Unidos, devendo cerca de 74 trilhões de Reais em débitos públicos mas levem em consideração que os o PIB deles é de 74 trilhões, então eles devem 100% do próprio PIB).
(Já em teoria o Japão deve mais, porque o PIB dele é de 20 trilhões de reais e eles devem cerca de uns 50 trilhões).
Golden Gate Bridge (1933)
Como eles aumentaram tanto o débito? Resumidamente gastando um dinheiro que eles não tinham.
Traduzindo caso você queira ser lembrado como um bom presidente, não construa mil pontes, 100 mil casas, milhares de escolas, aeroportos, hyperloops e etc sem ter dinheiro para tal..
Construa, mas construa aos poucos, sem estourar o orçamento.
Orçamento do Estado do Brasil (2016)
Enquanto esse indicador estiver no verde, quer dizer que você vai pagar suas dívidas e que você tem dinheiro para construir ou gastar com saúde e educação.
Agora quando esse indicador estiver no vermelho, significa que a casa caiu e que se você não consertar isso, você será a nova Presidenta Dilma que conseguiu em 6 anos aumentar o nosso débito em 18.57% em relação ao PIB. (Eu estou saudando a mandioca...)
(51.27% quando a Dilma entrou no poder) - 1 de Janeiro de 2011
(69.84% quando a Dilma saiu do poder) - 31 de Agosto de 2016
(É uma dúvida pessoal saber como alguém consegue estragar tanto a economia de um país em 1 mandato e meio..)
Referência: https://tradingeconomics.com/brazil/government-debt-to-gdp
(I want you for president) Eu quero você para a presidência - Tio Sam
Em fim basicamente é isso que você precisa saber, não mostrei como fazer as coisas ou em que aba você deve procurar, porque vocês vão aprender com o tempo, mas a ideia vocês já tem.
Tudo que vocês precisam é abrir o jogo e tentar até aprender, a base vocês já tem, coisa que até algum tempo atrás vocês não achavam nem em inglês.
(Infelizmente, esse jogo tem um manual muito mal feito, não explica nada..)
Em fim boa sorte, acabo esse manual as 00h00 da madrugada.
(Revisão: 01h29 da madrugada, caso tenha algum erro de gramática ou digitação só falar nos comentários).
submitted by Skorkus to Geopoliticalsimulator [link] [comments]


2020.06.02 11:45 Morfolk Commentary from a Ukrainian regarding our flags at your protests

Olá a todos. Descobri que alguns grupos de extrema direita estão usando nossas bandeiras, o que irritou muita gente (inclusive a mim) e levou a uma discussão onde elas chegaram a ser chamadas de bandeiras "nazistas". Por isso, decidi trazer algum contexto.
Primeiro, nós temos, de certa forma, duas bandeiras. Uma oficial, para os tempos de paz: "céu azul sobre um campo de trigo", e uma bandeira de batalha: "sangue sobre o chão", para as épocas em que tivemos que defender nosso país dos impérios vizinhos (coisa que aconteceu muito mais vezes do que deveria). Ambas datam de, no mínimo, vários séculos atrás. Na verdade, elas podem ser vistas na pintura mais famosa sobre os Cossacos ucranianos, ao fundo, no lado esquerdo da imagem.
Devido à sua origem, a bandeira preta e vermelha tem sido usada pelas pessoas que estavam mais dispostas a lutar pela independência da Ucrânia, especialmente no último século. O grupo mais proeminente era o Exército Insurreto Ucraniano, que tentou lutar contra muitos inimigos: "Durante a Segunda Guerra Mundial, esteve em guerrilha contra a União Soviética, o Estado Secreto Polonês, a Polônia Comunista e a Alemanha Nazista.". Na verdade, ele teve uma relação muito conflituosa e complicada com todos os lados da Segunda Guerra Mundial, mas eventualmente, as lideranças e membros foram presos e executados tanto pelo Nazismo quanto pela URSS - quem conseguia pegá-los primeiro. Quando os soviéticos saíram como vencedores, reprimiram todos os movimentos que lutavam pela independência da Ucrânia e os rotularam como coadjuvantes nazistas.
Depois da queda da URSS, passamos a redescobrir nossa própria história e nossos símbolos. As duas bandeiras foram usadas pelo povo em nosso próprio levante contra o governo opressor. Ver elas usadas para promover a tirania é inaceitável e uma aberração. Acima de tudo, é a bandeira do povo lutando pela liberdade e para continuar livre.
Tivemos uma discussão sobre isso no /ukraine: https://reddit.com/ukraine/comments/gu8k6x/can_you_help_a_brazilianplease/ , sintam-se à vontade para ler ou participar. Espero que o futuro seja um pouco mais leve para nossas duas nações.
Obrigado u/whoareyougirl pela tradução
Hi everyone. I've learned that some of the far-right groups have been using our flags which pissed off a lot of people (me included) and led to a discussion happening calling them 'Nazi' flags. So I decided to provide some context.
First, we kinda have two flags: the official one is for the times of peace "blue skies over a wheat field" and a battle banner of "blood on the ground" for the times when we had to defend our land from the neighboring empires (which was way too often). Both of them dating to at least several centuries back. You can actually see them both in the most famous painting about the Ukrainian cossacks on the left side in the background.
Due to its nature the black and red flag has been used by the people who were more willing to fight for Ukraine's independence, especially in the last century or so. The most prominent group was Ukrainian Insurgent Army who tried to fight against this many sides: "During World War II, it was engaged in guerrilla warfare against the Soviet Union, the Polish Underground State, Communist Poland and Nazi Germany." Not gonna lie they had a very conflicting and complicated relationship with all sides in WWII but eventually the leadership and members were imprisoned and executed by both Nazis and USSR - whoever could get to them first. Once the Soviets emerged as the victors they oppressed all movements fighting for the independent Ukraine and branded them Nazi-collaborators.
After the fall of the USSR we have been rediscovering our own history and symbols. Both flags were used by the people in our own uprising against the oppressive government. Seeing it used to promote tyranny is unacceptable and abhorrent. First and foremost it is the flag of the people trying to gain freedom and stay free.
We had a discussion about it in /ukraine: https://reddit.com/ukraine/comments/gu8k6x/can_you_help_a_brazilianplease/ which you are welcome to read and join. I hope the future is a bit brighter for both of our nations.
submitted by Morfolk to brasil [link] [comments]


2020.06.01 10:39 odones Como podem estar tão desconectados com a realidade?

Como a gente chegou nessa situação?
Absurdos que os "fascistas" cometem no Brasil:
Luta pela democracia e por tudo que tem de bom no mundo a fora e no Brasil:
Como que pode alguém parar e pensar "é, realmente a direita, digo, os fascistas, foram longe demais" quando analisa os fatos? Ou essa pessoa é muito mau caráter e manipuladora, ou a dissonância cognitiva atingiu níveis absurdos e ela mente pra si mesmo pra sustentar a realidade que ela quer que exista.
Palavras e símbolos não importam, ações importam. Se você defende um mundo de flores e incendeia uma cidade, você é um terrorista, não um defensor da paz, não importa o que esteja escrito na sua camiseta.
submitted by odones to brasilivre [link] [comments]


2020.05.28 18:59 nsagaydo A Sara Winter me incomoda profundamente

Senta lá que vem textão. Não se preocupe, vai ter TL;DR no fim
Nasci na Rússia e imigrei para o Brasil há mais de 10 anos atrás. Acompanho de perto o contexto político tanto do Brasil como da Rússia, porque ambos são importantes pra mim.
Na Rússia a mídia é fortemente controlada pelo Estado e amplamente censurada. Mas há canais de mídia independentes privados, que também possuem seus interesses próprios, e você precisa de uma boa compreensão do contexto pra filtrar as informações que você recebe.
O governo do Putin também usa, financia, treina e exporta as chamadas “fábricas de trolls”, grupos de pessoas que criam bots e disseminam propaganda para certas causas. As redes sociais também são constantemente vigiadas, e o que você posta nelas pode ser usado como um agravante contra você no caso de uma acusação criminal, por exemplo.
Em 2012 houve uma ruptura entre o governo da Rússia e o governo ucraniano, provocada por um contexto político extremamente complexo. Questões de política internacional mesmo, quando não há um motivo único. Basta dizer que a questão ainda não foi 100% resolvida e vive tendo conflito na fronteira, e há territórios disputados até hoje.
Após 2012 o sistema político da Ucrânia ficou fragilizado. Grupos com viés nacionalista, que existiam desde a subida so Putin ao poder e a crescente concentração de comando, além de constante estado de ruptura entre a Rússia e a União Europeia fez com que esses grupos nacionalista (ex: o Femen) se posicionassem como pró EU, usando atos públicos “chocantes” para atrair a atenção da imprensa internacional para os excessos do governo russo e do governo pró-russo ucraniano. Após uma tentativa de revolução frustrada em 2004 alguns líderes políticos do movimento separatista e anti-Rússia foram presos, e outros foram morar no exterior. Os que ficaram, foram se radicalizando e disseminando a frustração do povo ucraniano contra o governo do Putin, que não colaborou também escalando o controle que ele mantinha na política do pais. Os protestos de internet viraram protestos de rua, no início similares ao que houve no Brasil em 2016. Os protestos pacíficos irritaram o governo, que agiu com violência que escalou cada vez mais, desabrochando um conflito civil na capital da Ucrânia.
Sentindo a instabilidade da situação, o então presidente da Ucrânia pediu asilo ao governo russo e foi extraído do país. O povo tomou o poder. O sentimento anti-russo escalou vertiginosamente, alimentado pelo fato de que o Putin passou a enviar tropas de paramilitares para ajudar na separação de territórios que possuíam maioria étnicas russa, cuja população, com medo da incerteza de uma revolução política que com certeza não era favorável a eles apoiou a anexação dos territórios. O povo ucraniano, em sua maioria, ficou horrorizado (com razão) e tomou cada vez mais o lado dos extremistas nacionalistas.
O vácuo no poder permitiu a entrada dos oportunistas e também dos líderes mais radicalizados do movimento revolucionário. Gente que não só odiava a Rússia do Putin como russos em geral, e passou a fazer revisionismo histórico que hoje iguala o nazismo ao socialismo e exalta “heróis” que na época da segunda guerra mundial se aliaram ao exército do Hitler para se opor ao Stalin.
A figura da Sara Winter no Brasil, uma pessoa treinada pelos mesmos movimentos radicais ultra nacionalistas ucranianos, vem ganhando destaque desde a subida do Bolso no poder e da nomeação da Damares. A defesa da ideia da “ucranização” do Brasil, bem como a formação de uma rede de bots de fake news, as carreatas e, principalmente, os acampamentos em Brasília com gente portando armas me preocupa.
O que a Ucrânia tá passando hoje é preocupante, e consigo ver sementes do que se passou lá sendo plantadas aqui. Claro que nem tudo pode ser similar, afinal o Brasil é um país muito diferente da Rússia ou da Ucrânia em praticamente todos os aspectos. Mas espero que possamos tomar cuidado com pessoas como a Sara Winter, o que ela representa e as táticas políticas que ela implementa para chegar em seus objetivos.
TL;DR: a Sara Winter está alimentando movimentos ultra nacionalistas no Brasil, similar ao que aconteceu na Ucrânia, onde ela foi treinada.
submitted by nsagaydo to brasil [link] [comments]


2020.04.23 03:02 Rickbraz91 Refutando Fake News sobre coronavírus

Devido ao crescente número de Fake News (FN) decidi fazer esse post para refutar cada uma delas. Esse post será editado quando novas FN aparecerem ou quando algum erro for encontrado.
1. Tomar líquidos quentes para matar o vírus;
Há duas versões dessa FN: Uma é de um médico transferido de Shenzhen para Wuhan e outro do Tio e sobrinho de uma colega de classe do autor. Os dois igualmente falsos (http://duduallo.com.bfake-news/beber-agua-ou-cha-quente-mata-o-coronavirus-que-nao-sobrevive-a-mais-de-26-oc-fakenews.html ).
Não há nenhuma evidência científica que água quente mata o vírus. Se isso fosse verdade, o chineses seriam basicamente imunes pois beber líquidos quentes faz parte da cultura chinesa (https://www.destinochina.com/por-que-os-chineses-bebem-agua-quente/ )
2. Vinagre mata vírus e álcool em gel não;
Essa FN foi espalhada pelo “químico autodidata” Jorge Gustavo em correntes de FB e Whatsapp e foi refutado pelo Álvaro José dos Santos Neto, pesquisador do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP (http://www5.iqsc.usp.b2020/alcool-gel-e-eficaz-contra-o-coronavirus/ )
3. O coronavírus não sobrevive em temperaturas acima de 27° C;
É uma FN derivada da FN n° 1 e também espalhada em grupos de FB e Whatsapp. Se isso fosse verdade, o vírus não sobreviveria a temperatura do corpo humano (36,6 °C). Em uma metanálise foi concluído que o vírus pode sobreviver à temperaturas elevadas como 30° C ou 40 °C às vezes, por dias (https://www.journalofhospitalinfection.com/article/S0195-6701(20)30046-3/fulltext30046-3/fulltext) ).
4. O COVID19 sempre existiu pois está na caderneta de vacinação do cachorro;
Uma das minhas favoritas! A ignorância desse rapaz é de dar dó! Inclusive chama cobras de mamíferos. É uma fake news que surgiu em grupos de whatsapp (https://www.youtube.com/watch?v=RHKtqjn_Ez4&t=15s ). Uma rápida pesquisa é possível ver os diferentes tipos de coronavírus na história (http://www.saude.pr.gov.bmodules/conteudo/conteudo.php?conteudo=3509 ).
Há 7 diferentes tipos de coronavirus que podem afetar humanos: 229E (alpha coronavirus), NL63 (alpha coronavirus), OC43 (beta coronavirus), HKU1 (beta coronavirus), MERS-CoV (beta coronavirus que causa a doença chamada MERS, surgiu no Oriente Médio em 2012), SARS-CoV (beta coronavirus que causa a síndrome respiratória chamada SARS, surgiu na Asia em 2003, não há mais casos desde 2004), SARS-CoV-2 (o novo coronavirus que surgiu no final do ano passado, que causa a "doença coronavirus 2019", ou COVID-19). Os 4 primeiros são virus que estão por aí há mais de 50 anos, tendo os primeiros casos no meio da década de 1960. Desde então pessoas e animais são infectadas por eles diariamente (https://www.cdc.gov/coronavirus/types.html ). Os 3 últimos são mutações dos outros virus causadas em animais devido a presença de outros tipos de virus que só afetam eles.
5. O vírus é um golpe da China para comprar ações da bolsa;
Essa FN é normalmente espalhada por grupos de extrema-direita ou em sites sensacionalistas/ religiosos (http://samauma.com.bsite/samauma/a-china-levando-vantagem-em-tudo/ ). Interessante saber que essa FN tem aparentemente origem em um portal chamado RUNET, um site russo (https://novayagazeta.ru/articles/2020/02/08/83836-kak-uhan-uronil-yuan ) e é uma versão modificada de outra FN de 2014 pórem com a Rússia e Ucrânia como protagonistas na crise de Crimea (http://www.19rus.info/index.php/ekonomika-i-finansy/item/7734-putin-za-nedelyu-zarabotal-dlya-rossii-20-milliardov-dollaro ) A FN é exatamente a mesma! Apenas mudam os personagens.
Além disso, os autores ignoram que QUALQUER PESSOA pode comprar ações da bolsa e não apenas chineses. É claro que comprar ações em época de baixa pode ser vantajoso a longo prazo mas não é 100 % seguro. Criar um vírus sabendo que conseguirá infectar a população de uma cidade em larga escala para criar uma pandemia, causar crash na bolsa e ter certeza que haverá recuperação no futuro é necessário uma onisciência de um Deus devido a tantas variáveis e coisas que podem sair errado. Também não há uma única informação sobre esse xeque mate chinês em revistas ou sites de economia de renome.
A China também está sendo negativamente afetada pelo vírus ao contrário que muitos dizem. Podemos ver a queda em várias bolsas chinesas aqui (https://tradingeconomics.com/china/stock-market ), A produção industrial (que mede as atividades de manufatura, mineração e serviços públicos) caiu 13,5% no comparativo anual, As vendas no varejo, um indicador-chave do estado do consumo na segunda economia mundial, caíram 20,5% em relação ao ano anterior e os investimentos em ativos fixos, despesas com itens que incluem infraestrutura, propriedades, máquinas e equipamentos, caíram 24,5% no período, outra redução recorde (https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/03/22/coronavirus-o-impacto-na-economia-chinesa-e-por-que-isso-e-uma-grande-ameaca-ao-mundo.ghtml ). A projeção de PIB chinês do 1° Tri caiu de 4,9% para 1% (https://www.canalrural.com.beconomia/pib-da-china-deve-cair-de-49-para-1-no-primeiro-trimestre-diz-banco/ ). Engana-se quem crê que a China está se “dando bem”.
6. Cuba criou a vacina para o vírus e curou 1500 pessoas na China;
A FN foi compartilhada por alguns políticos de esquerda no afã de defender o regime autoritário de Cuba (https://twitter.com/guilhermeboulos/status/1238081207671422977 e https://www.jb.com.bbem_vivesaude/2020/03/1022740-cuba-anuncia-que-produz-vacina-contra-o-coronavirus-que-esta-sendo-usado-na-china-e-ja-curou-1-500-pessoas.html). A notícia na realidade se trata do Interferon-alfa2b que, teoricamente, estava sendo usada na China para tratamento (http://www.granma.cu/mundo/2020-02-07/interferon-alfa-2b-el-medicamento-cubano-usado-en-china-contra-el-coronavirus-06-02-2020-10-02-56 ).
Sobre o medicamento ter curado 1500 pessoas na China, a única fonte que existe sobre isso é o próprio meio de comunicação cubano. E sabemos que Cuba não é um exemplo de transparência e preservação aos direitos humanos, uma vez que manipula dados de mortalidade infantil (https://academic.oup.com/heapol/article/33/6/755/5035051 ) e prende pessoas que vão contra o governo (https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/05/12/policia-interrompe-marcha-lgbt-em-cuba.ghtml ).
7. Não conseguir prender a respiração mais de dez segundos é um indicativo de 100% que você está contaminado;
Essa FN foi espalhada pelo whatsapp, FB e em alguns sites (http://ipiranganews.inf.be-assim-que-as-pessoas-no-canada-sao-informadas/ ). É uma versão modificada da FN de Stanford University (https://www.cnnbrasil.com.bsaude/2020/03/17/agua-com-sal-dez-minutos-sem-ar-o-voce-nao-deve-fazer-contra-o-coronavirus ). Não há nenhum estudo ou informação de canadenses realizando tal prática como afirmado na FN. A própria instituição desmentiu o caso (https://www.lamag.com/article/coronavirus-hoax-stanford/ ).
8. O H1N1 é mais letal que o COVID19;
Essa FN foi principalmente impulsionada pelo Presidente Jair Bolsonaro ao comparar dados sem tratamento estatístico de H1N1 com o SARS-Cov-2 durante uma entrevista dada à Record no dia 22 de Março (https://recordtv.r7.com/domingo-espetaculavideos/presidente-jair-bolsonaro-fala-sobre-o-coronavirus-em-entrevista-ao-domingo-espetacular-22032020 ). Em cima disso, outra FN foi criada por direitistas lunáticos com números atribuídos ao H1N1 em 2009 (https://piaui.folha.uol.com.blupa/wp-content/uploads/2020/03/printbolsonarolulacoronainterna.png ). O problema é que o autor da FN contabilizou mortes e casos que ocorreram em um ano e meio da pandemia de 2009 e comparou com dados de apenas um mês da pandemia de 2020. Nota zero em metodologia. Em 20 de Abril (aproximadamente dois meses após o início da pandemia no Brasil) já contabilizamos 2 462 mortes e 38 654 casos, acima do H1N1 em um ano e meio. A OMS estimou que o SARS-Cov-2 é 10 vezes mais letal que o H1N1 de 2009 (https://exame.abril.com.bciencia/novo-coronavirus-e-dez-vezes-mais-letal-que-h1n1-diz-oms/ ).
Porém, mesmo com dados limitados na época do pronunciamento, já havia dados suficientes para provar que o surto de coronavírus está sendo pior que o H1N1 em 2009: naquela ocasião, houve 300 mortos associadas aos 77.000 primeiros casos (0,4%), mas com as mesmas infecções o coronavírus está associado a 2.200 mortes (2,8%). Isso é sete vezes mais (https://brasil.elpais.com/ciencia/2020-03-03/como-o-coronavirus-se-compara-com-a-gripe-os-numeros-dizem-que-ele-e-pior.html ). Um fator que pode mascarar a taxa de letalidade é o fato do sistema de saúde testar apenas os casos graves, diminuindo os dados de taxa de transmissão e aumentando a taxa de letalidade (https://brasil.elpais.com/brasil/2020-03-24/com-gargalo-de-testes-para-coronavirus-brasil-ve-so-a-ponta-do-iceberg-com-seus-2201-casos-e-46-mortes.html ), mesmo assim contamos com dados do mundo inteiro que faz com que as estimativas fiquem mais próximas do real mesmo não sendo perfeitas.
09. O livro “Eyes of the darkness” do Dean Koontz previu a pandemia;
É um boato interessante que surgiu nas redes sociais e alguns sites sensacionalistas replicaram a informação (https://observador.pt/2020/02/26/livro-de-terror-escrito-ha-40-anos-previu-epidemia-de-coronavirus-em-wuhan/ ). O boato ronda principalmente em um trecho do livro que fala sobre um vírus com 100% de taxa de mortalidade originada na China em Wuhan e se chama Wuhan-400 (https://twitter.com/DarrenPlymouth/status/1229110623222554626/photo/1 ). As discrepâncias começam com o fato do Covid19 ter uma letalidade menor que 4% e contamina animais enquanto o Wuhan-400 possui uma letalidade de 100% , contamina apenas humanos, dissolve o cérebro, não sobrevive fora do corpo por mais de um minuto e mata em 24 horas.
Nas primeiras versões do livro (1981) o vírus se chamava Gorki-400, o nome de uma cidade da União Soviética (https://twitter.com/calebmusik21/status/1237600247863369728/photo/1 ). Com a queda da União Soviética, os autores decidiram mudar o nome pois precisariam de um novo vilão para as edições mais novas. E como havia boatos naquela época que os chineses possuíam armas biológicas, decidiram dar o nome da cidade Wuhan onde há um instituto de virologia e trocaram os personagens por chineses.
Também há boatos que o livro predisse até mesmo o ano da pandemia (https://twitter.com/Mygreenbin1/status/1229699634152402944 ), porém a foto é falsa. O trecho retirado é de outro livro chamado “The End of the Days” (TEOD) da escritora Sylvia Browne (https://twitter.com/MSN_Maldives/status/1238290964495523840 ) no qual falaremos a seguir.
10. Sylvia Browne previu o coronavírus em 2020”
Como acima explicado há um trecho do livro TEOD escrito em 2008 que supostamente prediz a pandemia do atual coronavírus. O livro é real e pode ser baixado ou comprado online facilmente. A Sylvia fez diversas previsões e acertou pouquíssimas delas, e uma das previsões que ela acertou foi a de um surto parecido com o de pneumonia em 2020. Mas isso não indica nenhum fator sobrenatural. Até um relógio quebrado acerta a hora duas vezes ao dia. Muitas das previsões também não poderiam ser consideradas previsões de fato, porque acompanhando certos tipos de notícias é perfeitamente possível saber que tal evento provavelmente ocorreria no futuro. Abaixo a lista de profecias juntamente com comentários:
- Entre 2008 e 2020 um presidente americano morreria de ataque cardíaco (Falso);
- Após isso, o vice-presidente declararia as intenções de criar uma guerra contra a Coreia do Norte. Após fracassar com a intenção de obter o apoio do congresso ele seria assassinado (Falso);
- Até 2010, o resfriado será algo do passado. As pessoas entrariam em uma cabine e por 5 e 6 minutos e os microrganismos seriam destruídos (Falso);
- Em 2010 as mulheres dariam a luz suspensas e os bebês cairão por gravidade (Falso);
- A possibilidade de doenças como depressão e esquizofrenia poderão ser determinadas com exames no nascimento (Inconclusivo, mas já existiam estudos na época sobre determinar essas doenças geneticamente https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15184104 )
- Células seriam retirados da bochecha de todo nascido e seriam usados para compor uma base de dados global linkado aos documentos (Falso);
- Em 2012, haverá próteses reais para substituir partes do corpo com todas as funções do membro perdido (Falso);
- Diabetes e câncer serão curáveis (Falso);
- Haverá tratamento para Alzheimer com células da placenta (Verdade porém já existiam estudos na época https://noticias.ufsc.b2007/03/ufsc-estuda-celulas-tronco-a-partir-de-placenta-e-de-cordao-umbilical/ )
- Microchips seriam instalados no cérebro das pessoas curando a doença de Parkinson em 2014 (Falso);
- Em 2015 não existirão cirurgias evasivas (Falso);
- Em 2020 não haverá mais cegueira e surdez (Falso);
- Casais teriam menos desejos de terem filhos (Verdade, porém a taxa de natalidade já estava caindo a tempos https://en.wikipedia.org/wiki/Total_fertility_rate )
- Em 2010 uma doença bacteriana semelhante à “doença comedora de carne” surgirá e não haverá medicamento contra ela. Os pacientes seriam isolados até descobrirem que poderiam ser curados com calor e corrente elétricas (Falso);
- Cirurgia corrigirão defeitos no feto antes do nascimento (Verdade mas a prática já existia desde 1980 https://en.wikipedia.org/wiki/Fetal_surgery )
- O Papa Bento seria o último eleito e o próximo seria um coletivo de papas (Falso);
- Em 2014 satélites detectariam criminosos e enviariam alertas para as autoridades (Falso);
- Por volta de 2020, uma doença parecida com a pneumonia se espalhará ao redor do globo atacando os pulmões e brônquios resistindo todos os tratamentos utilizados. A doença desaparecerá assim como apareceu e voltará novamente 10 anos depois. Em seguida desaparecerá completamente (Parcialmente verdade porém ainda há coisas a serem descobertas sobre o vírus)
Concluindo, a previsão é apenas pura coincidência.
11. A Ambev está distribuindo álcool em gel gratuitamente;
Essa é mais que uma FN. É na realidade um golpe usado por criminosos para roubar dados das pessoas que se cadastrarem no site falso (https://rlagosnoticias.com.b2020/03/20/criminosos-nao-se-cansam-e-usam-mais-uma-estrategia-para-aplicar-golpes-pelo-whatsapp/ ). Ao clicar no link, a pessoa era redirecionada a um site falso da web para colocar os dados pessoais. A Ambev inclusive se pronunciou sobre o caso no twitter (https://twitter.com/Ambev/status/1240660794058121219?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1240660794058121219&ref_url=https%3A%2F%2Fg1.globo.com%2Ffato-ou-fake%2Fnoticia%2F2020%2F03%2F20%2Fe-fake-mensagem-que-diz-que-a-ambev-esta-distribuindo-alcool-gel-gratis-para-a-populacao.ghtml ).
12. Israel descobriu a vacina do COVID19;
Assim como a FN da vacina de Cuba, essa FN foi criada a partir de uma interpretação equivocada da notícia de uma vacina que estava sendo desenvolvida e que PODERIA estar disponível em maio. Vários grupos de direita compartilharam a notícia distorcida (https://www.youtube.com/watch?v=kbTJG3BwV74 ). O laboratório responsável pela pesquisa se pronunciou e afirmou que ainda estão trabalhando na vacina e que ficará pronta em 3 meses caso não haja nenhum contratempo (https://13news.co.il/item/news/domestic/health/coronavirus-vaccine-1026258/?fbclid=IwAR1zQNUTlV2b_HdJC9AMCR2fEW2t8c9O7VSuBw81HdPSfM2ptI5MU2mKM5U ).
13. O Simpsons previu a pandemia;
O episódio dos Simpsons a que se refere aborda um episódio de 1993 em que um funcionário do Japão em Osaka espirra em uma caixa que foi enviada para o Homer. A imagem que circula na internet é essa (https://twitter.com/Attilaademm/status/1223950852421013505/photo/1 ). Porém a imagem foi manipulada. No episódio original no minuto 4:18, podemos ver que se trata da “Osaka flu” e não de coronavírus (https://www.youtube.com/watch?v=uBOBiq-UdQs&feature=share&fbclid=IwAR1LgM9dVMLoI2m-g9ekScFLHQtTjy9NpMSN96cghOWzAUFVEESOzW77WmQ ).
14. Vitamina C com Zinco e vitamina D combate o coronavírus;
Essa FN foi compartilhada nas redes sociais (https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1507000456135481&id=508712292630974 ). Ela foi criada a partir de uma notícia distorcida sobre um estudo em que o consumo de vitamina D ajuda na imunidade e, consequentemente, no combate ao Covid19 (https://noticias.uol.com.bsaude/ultimas-noticias/redacao/2020/03/28/pacientes-internados-com-coronavirus-tem-carencia-de-vitamina-d-diz-estudo.htm?utm_source=facebook&fbclid=IwAR23OJ8cjqiX8ND9Mye2P-67Vk0zLdpCjk-9V9jxiA6YNjF2Rn5w2--Gaac&cmpid=copiaecola ). O Próprio presidente zerou os impostos sobre vitamina D e Zinco e os classificou como medicamentos para combate ao vírus (https://twitter.com/jairbolsonaro/status/1246432726460305414 ).
Se lessem com mais atenção, poderiam ter percebido o trecho que diz que não existe nenhuma prova científica em questão. A Sociedade Brasileira de Infectologia publicou uma nota de repúdio sobre essa FN (https://www.facebook.com/SociedadeBrasileiradeInfectologia/photos/pcb.2544508135678774/2544507892345465/?type=3&theater ).
No Paraná, uma empresária foi autuada ao anunciar suplementos de vitaminas como prevenção ao coronavírus (https://g1.globo.com/pparana/noticia/2020/02/07/empresaria-e-autuada-apos-anunciar-suplemento-de-vitaminas-como-prevencao-ao-coronavirus-no-parana.ghtml ).
15. Bill Gates e/ ou a CIA obtiveram a patente do coronavírus;
Essa FN é muito conhecida no exterior e já foi desmentida várias vezes. Ela foi publicada com frequência por conspiracionistas nas redes sociais (https://twitter.com/Jordan_Sather_/status/1219795721286586368 ) inclusive espalhada pelo Olavo de Carvalho, o guru do governo Bolsonaro (https://epoca.globo.com/guilherme-amado/olavo-culpa-bill-gates-por-coronavirus-no-brasil-24218397 ). Aparentemente, a pessoa que criou a FN sequer leu a patente inteira. A patente de 2015 (https://patents.justia.com/patent/10130701 ) menciona de fato a palavra coronavírus mas, não se trata da Covid19 e sim de outro coronavírus chamado Gammacoronavírus que afeta aves (https://en.wikipedia.org/wiki/Gammacoronavirus ). Basicamente, é uma patente sobre o desenvolvimento de uma vacina de coronavírus para aves.
Parte II: https://www.reddit.com/useRickbraz91/comments/g6dged/refutando_fake_news_sobre_coronav%C3%ADrus_ii/
submitted by Rickbraz91 to u/Rickbraz91 [link] [comments]


2020.01.09 14:26 GreyhoundsAreFast Ucrânia investiga se ataque de míssil ou terrorismo causou queda de avião no Irã. Aeronave com 176 pessoas pegou fogo no ar, segundo autoridades iranianas

Ucrânia investiga se ataque de míssil ou terrorismo causou queda de avião no Irã. Aeronave com 176 pessoas pegou fogo no ar, segundo autoridades iranianas submitted by GreyhoundsAreFast to brasil [link] [comments]


2019.12.19 20:06 Aztiel Esclarecendo "Trump sofre Impeachment"

Vi muita gente compartilhando notícia com título "Trump sofre Impeachment" ou "Trump foi Impeachado" e coisas assim, e gostaria de esclarecer algumas coisas meio superficialmente e outras nem tão superficialmente.
Superficialmente: Os EUA tem duas casas legislativas para a Federação, além de incontáveis outras pra cada estado individual. Uma é a "House of Representatives", um equivalente a Câmara dos Deputados Federais do Brasil, e o outro é o "Senate", um equivalente ao Senado. Como no Brasil, o Impeachment só ocorre de fato (ou seja, com o impedimento de novos atos e remoção do Presidente) quando for aprovado NAS DUAS CASAS LEGISLATIVAS. O que aconteceu foi que o Impeachment foi aprovado na "House of Representatives" e agora irá pro Senado.
Entretanto, os Democratas (partido de oposição) são maioria na "House of Representatives", e precisavam de 51% dos votos pra aprovar o Impeachment. Foram obtidos mais de 51%, com um ou dois Republicanos (do partido do Trump) votando a favor do Impeachment. Malemá bateu os 51%. No Senado, a maioria são Republicanos, e lá, além disso, é necessária a aprovação de DOIS TERÇOS (ou seja, mais de 66,6% dos votos) para que o Impeachment seja aprovado e o presidente efetivamente impedido e removido.
Isso DIFICILMENTE vai acontecer, porque se na House of Representatives só um ou dois Republicanos votaram contra o Trump, é muito difícil que os Republicanos do Senado optem pelo impedimento.
Ou seja, muito provavelmente o idiota vai continuar na presidência e concorrer normalmente em 2020.
Agora a análise não superficial:
Donald Trump manipulou a democracia, direta ou indiretamente, pelo menos duas vezes. O caso da interferência Russa nas eleições culminou com a "absolvição" de Trump enquanto diversos MEMBROS DA SUA CAMPANHA ELEITORAL foram presos nos últimos 2 anos, os quais: Roger Stone, conselheiro do Trump; Michael Cohen, advogado do Trump, Paul Manafort, gerente de campanha do Trump; Sam Patten, lobista Republicano; George Papadopoulos, outro conselheiro do Trump; Michael Flynn, que atuou como conselheiro de Segurança Nacional do Trump. Fora isso, 13 russos e 3 empresas Russas também foram considerados culpados.
Parafraseando o bosta do Carlos Bolsonaro:
"Todo mundo proximo do Trump é envolvido em corrupção, menos ele. Incrível como esse homem consegue ser puro no meio de tanta gente ruim!"
Em outras palavras: é CLARO que houve manipulação da democracia no caso da Rússia.
Entretanto, a House of Representatives e o Senado optaram por não tentar um processo de Impeachment por achar que "a materialidade do envolvimento de Donald J Trump não está muito clara" (ou seja, "ele não sabia de nada" do que os membros da campanha aprontavam e, portanto, não poderia ser julgado por isso).
Porém o caso agora é outro. Trump fez uma LIGAÇÃO ao Presidente da Ucrânia e pediu que INVESTIGASSE O PRINCIPAL CANDIDATO DA OPOSIÇÃO (e ex-vice-Presidente do Obama) em troca da liberação de auxílio militar. Uma "troca de favores", por assim dizer. A ligação foi ouvida por algumas pessoas, e a própria Casa Branca divulgou um "transcrito" achando que não haveria problema algum (ou seja, confessou que a ligação ocorreu e deu veracidade as alegações). Agora a materialidade do envolvimento de Donald Trump com uma manipulação do governo em benefício próprio ficou clara e por isso a House of Representatives deu início e aprovou o processo de Impeachment.
submitted by Aztiel to brasilivre [link] [comments]


2019.12.11 17:54 VittoriaVitaPT A verdadeira felicidade é ser mãe e pai

A verdadeira felicidade é ser mãe e pai
https://preview.redd.it/x7mmcou6b1441.jpg?width=1000&format=pjpg&auto=webp&s=e24990690fb4ee56448bbfc912dac6367f796323
#vittoriavitaMaternidadedeSubstituiçao

Parabéns aos nossos clientes N e A pelo sonho realizado, agora eles têm uma filha, Ksela.
Graças à colaboração da equipe VittoriaVita e à fé dos pais, nasceu esta pessoa bonitinha. Não abandonem o vosso sonho de ser pais — peçam ajuda no principal centro de maternidade de substituição na Ucrânia VittoriaVita!
Como entrar em contato conosco: vittoriavita.pt/contatos

#vittoriavita_pt #infertilidade #maternidadesubstituição #medicina
https://preview.redd.it/t6jyyou6b1441.jpg?width=1600&format=pjpg&auto=webp&s=97955b4a755d9e9c91bfb4602e4ecfeed0bdc53e
submitted by VittoriaVitaPT to u/VittoriaVitaPT [link] [comments]


2019.11.11 22:11 JairBolsogato Jovens Ignorantes em História

Uma pesquisa recente realizada pelas vítimas do comunismo e pesquisada pela YouGov, uma empresa de pesquisa e dados, descobriu que 70% dos millennials provavelmente votam em socialistas e que um em cada três millennials via o comunismo como "favorável".
Vamos examinar essa visão trágica à luz do estudo anual recentemente lançado pelo Fraser Institute "Liberdade Econômica do Mundo", preparado pelos professores James Gwartney, Florida State University; Robert A. Lawson e Ryan Murphy, da Universidade Metodista do Sul; e Joshua Hall, West Virginia University, em cooperação com a Economic Freedom Network.
Hong Kong e Cingapura mantiveram sua liderança como os países economicamente mais livres do mundo - embora a mão pesada da China ameace a posição mais alta de Hong Kong. Completando o top 10 estão Nova Zelândia, Suíça, Estados Unidos, Irlanda, Reino Unido, Canadá, Austrália e Maurício. A propósito, depois de ter caído para o 16º em 2016, os EUA voltaram a estar entre os cinco principais países economicamente livres do mundo.
Quais estatísticas entram no cálculo da liberdade econômica do Instituto Fraser? O relatório mede a capacidade dos indivíduos de tomar suas próprias decisões econômicas analisando as políticas e instituições de 162 países e territórios. Isso inclui regulamentação, liberdade de comércio internacional, tamanho do governo, sistema legal sólido, direitos de propriedade privada e gastos e impostos do governo.
O estudioso do Fraser Institute, Fred McMahon, diz: "Onde as pessoas são livres para buscar suas próprias oportunidades e fazer suas próprias escolhas, elas levam uma vida mais próspera, feliz e saudável". A evidência para sua avaliação é: os países no quartil superior da liberdade econômica tinham um PIB médio per capita de US $ 36.770 em 2017, em comparação com os US $ 6.140 dos países do quartil inferior.
As taxas de pobreza são mais baixas. No quartil superior, 1,8% da população experimentou extrema pobreza (US $ 1,90 por dia), em comparação com 27,2% no quartil mais baixo. A expectativa de vida é de 79,5 anos no quartil superior dos países economicamente livres, em comparação com 64,4 anos no quartil inferior.
Os rankings do Fraser Institute de outros países importantes incluem Japão (17), Alemanha (20), Itália (46), França (50), México (76), Índia (79), Rússia (85), China (113) e Brasil. (120). Os países menos livres são Venezuela, Argentina, Ucrânia e quase todos os países africanos, com a exceção mais notável das Maurícias. A propósito, Argentina e Venezuela costumavam ser ricos até comprarem o socialismo.
Durante a Guerra Fria, os esquerdistas fizeram uma equivalência moral entre o totalitarismo comunista e a democracia. W. E. B. Du Bois, escrevendo no National Guardian (1953), disse: "Joseph Stalin era um grande homem; poucos outros homens do século XX se aproximam de sua estatura". Walter Duranty chamou Stalin de "o maior estadista vivo ... um homem quieto e discreto". George Bernard Shaw expressou admiração por Mussolini, Hitler e Stalin. O economista John Kenneth Galbraith visitou a China de Mao e elogiou Mao Zedong e o sistema econômico chinês. Gunther Stein, do Christian Science Monitor, também admirou Mao e declarou em êxtase que "os homens e mulheres pioneiros de Yenan são verdadeiramente novos humanos em espírito, pensamento e ação". Michel Oksenberg, especialista em China do presidente Jimmy Carter na China, reclamou que "a América está fadada a decair até que mudanças radicais, mesmo revolucionárias, alterem fundamentalmente as instituições e os valores", e nos instou a "emprestar idéias e soluções" da China.
Os esquerdistas isentavam os líderes comunistas das duras críticas dirigidas a Adolf Hitler, embora os crimes comunistas contra a humanidade fizessem com que o assassinato de 11 milhões de não-combatentes parecesse quase amador. De acordo com o professor R.J. Rummel na pesquisa "Morte pelo governo", de 1917 até seu colapso, a União Soviética assassinou ou causou a morte de 61 milhões de pessoas, principalmente seus próprios cidadãos. De 1949 a 1976, o regime comunista de Mao foi responsável pela morte de 76 milhões de cidadãos chineses.
Os esquerdistas de hoje, socialistas e progressistas se irritariam com a sugestão de que sua agenda difere pouco da dos tiranos anteriores. Eles devem ter em mente que as origens dos horrores indescritíveis do nazismo, stalinismo e maoísmo não começaram nos anos 20, 30 e 40. Esses horrores foram simplesmente o resultado de uma longa evolução de idéias que levou à consolidação do poder no governo central na busca pela "justiça social".
Por Walter E.Williams, professor de economia na Universidade George Mason, 12 de novembro de 2019
submitted by JairBolsogato to brasilivre [link] [comments]


2019.10.18 02:45 Rafaelkb Interface de carne (eu to traduzindo essa merda e é bem maneiro)

Nos experimentos da MKULTRA, a CIA dosou LSD em sujeitos sem seu conhecimento para ver como eles reagiriam. Oque ainda não veio a tona é que o MKULTRA era um projeto intra agência. A CIA criou novos departamentos e os fez ingerir doses regulares de LSD e outros psicoativos para ver como os departamentos iriam divergir e mudar comparado aos departamentos normais.
....
Inteiros projetos e hierarquias foram criadas com todos os involvidos inconscientemente sob influência de LSD. É assim que "cama portal de restrição " e "interfaces de carne" foram criadas. Por uma grandiosa hierarquia psico-mutada. A coisa toda tinha que ser eliminada, mas a tecnologia que ela criou foi revolucionária. O governo dos E.U.A. tentou pacificar o vietnam vila por vila usando o Programa Hamlet Estratégico, basicamente fechando vilas que tinham pouca ou nenhuma influência vietcong. Eles tentaram experimentos mais extremos onde eles isolaram as vilas ou grupos de vilas, não permitindo ninguém a entrar ou sair por períodos acima de quatro anos. Em algumas das vilas, pessoas simplesmente morreram de fome. Em outras, vilas mais auto-suficientes, as pessoas conseguiram passar raspando. Foi notado que em várias vilas em que essa técnica foi tentada, movimentos sociais messiânicos ou millenares começaram a se espalhar. Em 16 incidentes separados, vilas foram capazes de independentemente inventar "interfaces de carne" e "Portais não-eletricos", e foi suposto que essas vilas estavam sendo dosadas com LSD por longos períodos de tempo, e era sua mutação intelectual que permitia esses 'avanços'. As interfaces de carne foram eventualmente destruídas pelo exercito vietnamita do norte com um terrível custo de vidas. ... Estou surpreso que eles usaram submarinos nucleares nas Ilhas Malvinas, considerando a proximidade da batalha em relação a zona de incidente submersa ao redor do chamado portal Artigas. Oque eu entendi é que, o portal foi aberto por causa de experimentos na estação Antártica da CIA no começo dos anos 80, as ilhas Malvinas rapidamente se tornaram o centro de uma pesquisa sobre portais. Sendo submerso, o portal tinha uma enorme zona de incidentes, e segmentava baleias e os detritos sempre eram levados as margens das ilhas. Eles encontraram uma baleia que havia sido segmentada perfeitamente no meio por um disturbio na zona, fazendo um corte perfeito na criatura. Eles tambem encontraram centenas de criaturas "chitinous cruciform ", certamente não terrestres. De qualquer forma, se um submarino nuclear houvesse entrado na zona incidente , poderia ter sido desastroso, mas acho que eles consideraram o risco aceitável. ... Os soviéticos designaram grandes porções dos campos da Ucrânia como "populações de colheita". Basicamete, sua comida e água era dosada com LSD e eles alcançaram oque os Soviéticos chamam de "integração". Isto significa que a população local inventou interfaçes de carne de forma independente. O exercito soviético colocou a area sob quarentena e tentou remover as interfaces de carne para uso próprio. Geralmente sem sucesso e com grande perda de vidas.
Muitos soldados e cientistas foram segmentados, como acontecia na zona incidente. Então eles acabavam como pessoas faltando membros, cortados no meio, etc. O interessante é que pessoas podiam viver por até bastante tempo apesar da segmentação. Isso levou os soviéticos a acreditar que as partes que estavam faltando ainda existiam em algum lugar desconhecido. Uma das teorias é que estavam em algum lugar interdimensional. E eles erraram um pouco. ....
Dubai provavelmente tem o maior índice de incidentes com flutuações-livres não-interfaçe que qualquer outra area metropolitana do mundo. Em um incidente, um grande grupo de imigrantes trabalhadores foram segmentados em uma instalação subterrânea. Perfeita segmentação com cortes transversais pela parte frontal. Voce podia ver os pulmões funcionando, comida sendo digerida, sangue sendo bombeado dentro do coração, tudo. Eles sobreviveram quase 5 meses nesta condição. Absolutamente fascinante de se ver pessoalmente. Havia também um grupo escolar de crianças que foram levemente segmentadas, em algumas extremidades do corpo. Não há interfaces de carne conhecidas em Dubai. No entanto, é sugerido que a arquitetura é realmente baseada na geometria da interface e carrega um poder de potencial latente. As segmentações em massa continuam sendo um dos aspectos mais misteriosos das interfaces. Eles parecem mostrar que as interfaces se concentram na carne, fazendo juz ao seu nome. ... Basicamente, quando você olha as histórias do comportamento de Elizabeth Bathury, parece que ela está tentando construir uma interface de carne. Mas é conhecido que, para inventar uma interface de carne, deve-se estar sob a influência de LSD por longos períodos. Como o LSD não tinha sido inventado durante a vida de Elizabeth, provavelmente é apenas uma coincidênca. No entanto, é uma teoria tentadora. ... Obviamente, não consigo definir uma interface de carne em termos de propósito ou composição ou mecanismo. Só posso listar os vários fenômenos que estão relacionados a eles. O maior entre estes é a criação de uma zona de incidente em que os objetos são espontaneamente segmentados, quer dizer, partes dos objetos simplesmente desaparecem, mas os objetos continuam a se comportar como se as partes em falta ainda estão presentes.
Além disso, você vê túneis complexos criados na Terra. Estes foram chamados de "fazendas de formigas". Em interfaces submersas, você obtém organismos cruciformes citines. Estes organismos Sui Generis são pensados para ser o resultado em processos evolutivos que ocorreram em um ambiente diferente da terra. Esta é uma especulação, mas neste caso, eu concordo com ela. Então houve os cilindros metálicos gigantes que aparecem e sofrem segmentação espontânea contínua. Estes são geralmente com 10 metros de diâmetro no mínimo e podem ficar muito maiores, e só ocorrem em interfaces muito grandes, isto é, Portais. Além disso, os fenômenos são muito variados para mencionar, e diferentes para cada interface. ... Muitas pessoas pensam que um portal é simplesmente uma grande interface de carne. Isso é verdade. Um portal é uma grande interface de carne. Mas também é mais do que isso. Um portal é, como o nome implica, uma maneira de enviar objetos entre o local do portal e onde quer que as várias saídas estejam localizadas. (Isto é, as chamadas cidades alien irmãs) Os portais geralmente são, mas nem sempre, acompanhados pelos grandes cilindros metálicos flutuantes. O maior portal acima da água que eu conheço ocorreu na Nova Zemala e existiu por várias semanas antes de ser destruído pelos russos com a "Tsar bomba". Neste caso, os cilindros metálicos estavam há milhas de altura e cobertas de recursos raramente vistos em outros cilindros: luzes piscantes, nódulos e até coisas que chamavamos de antenas. Eles assumiram uma aparência muito artificial. Isto é, eles parecem ser construídos em tecnologia em vez de fenômenos que ocorrem naturalmente.
Os próprios cilindros são artefatos sendo enviados através dos portais? Ou eles são fenômenos criados pelas interfaces de carne da mesma forma que o gigante cogumelo de fumaça é criado por uma explosão nuclear? Isso não está claro. Eu queria poder mostrar fotos de vocês, cilindros Novaya Zemlya. Eles realmente eram lindos, levantando milhas no ar ártico, como grandes torres alienígenas, tingidos pela vastidão das distâncias envolvidas. Embora tenha sido certamente necessário destruí-los, e temos uma grande dívida para os esforços incansáveis dos sovieticos para destruir a interface, às vezes eu queria que ainda estivesse lá. Pelo menos então, haveria algo, alguma evidência. ... Em resposta ao que a CIA tinha "realizado" com sua estação antártica em Artigas, os soviéticos construíram uma estação maior em Novaya Zemlya no ártico. 30 mil prisioneiros e uma concentração de gás excepcionalmente pura criou uma interface de carne que passaram por todas as sete etapas em menos de treze minutos e se tornaram um portal completo. Dentro de um dia, os típicos cilindros metálicos flutuantes foram visíveis, e dentro de 3 dias estavam se estendendo milhas para o céu. Os soviéticos rapidamente perceberam que o portal estava crescendo fora de controle. Em instâncias anteriores, eles simplesmente teriam bombardeado o local do ar. Mas neste caso, os enormes cilindros e zona de incidente, se estendendo ate a borda do espaço, impossibilitava isso junto com ataques de mísseis. Havia também uma zona lateral de incidência excepcionalmente grande ao redor do portal, com segmentação ocorrendo a quilômetros de distância do local. Alarmado com o crescimento descontrolado da zona e o crescente túnel subterrâneo (também conhecido como "fazendas de formigas") os soviéticos trabalharam fervorosamente para construir uma bomba de hidrogênio de poder sem precedentes, que poderia ser detonada do lado de fora da zona de incidente e ainda derrubar o portal. A taxa constante de crescimento na zona de incidentes forneceu um prazo exato, que eles conseguiram cumprir com apenas duas horas de sobra. Um pouco mais tarde, a bomba não poderia ter sido colocada de modo a desmoronar a interface. Em suma, o mundo chegou em duas horas sendo submetido a uma interface de carne descontrolada e talvez ao fim da civilização como a conhecemos. Antes do colapso do portal, no entanto, os soviéticos haviam adquirido conhecimento em primeira mão de uma das chamadas cidades irmãs. Em outras palavras, alguém entrou no portal e voltou. ... Sempre achei o sonho de Lisa um bom ponto de partida ao tentar entender os efeitos psicológicos da "viagem". Lisa era uma menina de 9 anos enviada pela interface Groom Lake em 1975. A interface Groom Lake se conecta à chamada Cidade das Irmãs (tecnicamente, "locus persistente"), conhecida como "Os Templos Suspensos". Ela ficou lá por 5 dias no tempo normal, mas apenas 48 segundos além-do-tempo, uma discrepância acentuada. Ao retornar, ela não se lembrou de nada além de ficar sonolenta por um momento. Ela dormiu bem naquela noite e, pela manhã, contou um sonho aos médicos, antes de morrer mais tarde naquele dia. Uma transcrição direta do áudio de sua entrevista: " Era primavera e chovia o dia inteiro, mas a chuva parou logo antes do pôr do sol. Então, todas as nuvens estavam planas e o céu estava realmente laranja. E a grama estava toda molhada de chuva e havia vagalumes ao redor, e estavam lá em cima, lá no céu, e eram grandes. E eu e minha vó saímos para essas colinas, passando pela periferia da cidade, e embaixo das colinas havia pessoas dormindo. Não em cavernas. Eles estavam enterrados sob as colinas. As pessoas estavam dormindo, mas estavam se abraçando. Famílias, tipo mães e pais e crianças pequenas. Apenas embalados juntos, alguns milhares. As colinas foram explodidas como balões porque estavam cheias de pessoas. Como o estômago de uma mulher grávida. Minha avó me disse para me deitar, mas eu não queria. Ela deitou-se e foi sugada pelo chão. Eu ouvi a voz dela saindo do chão e me dizendo para entrar." ... Seria fácil dizer que os soviéticos descobriram o segredo de sobreviver a "viagem" porque eles eram mais implacáveis, mais dispostos a sacrificar vidas inocentes. Mas não havia realmente falta de implacência por parte da CIA. Foi realmente apenas uma questão de abordagem. Os soviéticos se aproximaram do mistério das interfaces de carne da mesma maneira que se aproximaram do seu programa espacial. Os primeiros seres humanos no espaço (os chamados "cosmonautas perdidos" que nunca foram oficialmente reconhecidos) eram apenas pessoas comuns, escolhidos dos gulags, sem mais controle sobre suas missões do que a cadela Laika. Os americanos, por outro lado, começaram com homens profissionais, geralmente das forças armadas. Da mesma forma, quando foi descoberto que objetos e até animais que entravam na interface da carne ocasionalmente voltavam ilesos, os americanos começaram a treinar homens para entrar nas interfaces. Porque eles selecionavam seus homens de certas fileiras militares, tinham idades semelhantes. Os soviéticos, no entanto, usavam prisioneiros, que tinham uma faixa etária muito mais ampla, e assim conseguiram descobrir a correlação essencial: quanto mais jovem uma pessoa, maior a probabilidade de sobreviver a "viajem", e maior o tempo que eles sobreviveriam após a viagem. Eles descobriram que pessoas com uns 20-e-alguma-coisa eram muito mais prováveis de sobreviver (embora em um estado horrivelmente alterado ") do que pessoas mais velhas. Eles descobriram que as pessoas nos seus vinte e poucos anos se saíam melhores do que aqueles com mais de vinte. Os adolescentes se saíam ainda melhores. Então, apesar de toda a computação moral, era realmente uma questão de tempo antes de enviar uma criança. E foi apenas depois que a primeira rodada de crianças que eles tiveram uma pequena idéia do que estava no "outro lado". ... Até encontrarmos a vila, suspeitávamos que os detectores fossem apenas acessórios. Ninguém acreditou que iria ser assustador. Apenas brinquedos dados pelos caras da CIA para nos tranquilizar. 3 dias através da selva, e esses detectores não detectaram uma maldita coisa. Mas antes mesmo de vermos a primeira cabana, as agulhas em todos os detectores começaram a se mover em uníssono. Se eles fossem brinquedos falsificados, seria um efeito especial legal. As agulhas balançaram para frente e para trás e todas as pequenas caixas de metal deixaram esse assustador ooaaoaaaaooo som em uníssono, como um coral escolar. Bem estranho. Nós desligamos eles. Como instruído, tratamos todas as vietnamitas como combatentes, e matamos todos eles. Embora não houvesse nenhuma resistência. Alguns tinham armas, mas a maioria estava desarmada. Nenhum lutou de volta. Eles nem sequer correram. Eles estavam apenas sentados ao redor, descansando embaixo do sol, e nós atiravamos neles onde os encontrávamos. Trabalho sombrio. E muito estranho. Isso provavelmente nos assustou mais do que os detectores. Era como se estivessem esperando para morrer. Depois de limpar a aldeia, não sabíamos o que fazer. Então, ligamos um dos detectores e andamos por aí para ver o que que estava rolando. O detector começou a ficar louco em torno de uma das maiores cabanas no meio da aldeia. Nós já tínhamos limpado ela, mas nós entramos novamente. Havia um grande altar no interior, com velas e budas e placas de ouro com letras e merdas. Achamos que talvez uma das estátuas de Buda estivesse acionando os detectores, mas não. A cabana estava muito quente e abafada. Mesmo para os padrões incrivelmente úmidos do Vietnã, era incrivelmente, incrivelmente úmido lá. Até as estátuas de Buda estavam suando. Seus rostos estavam literalmente revestidos com gotas de umidade. Todo mundo percebeu que havia algo estranho no ar. Havia algo de errado com a pressão. Então jogamos tudo. Pegamos toda a merda e jogamos fora da cabana. É claro que, quando pegamos a grande plataforma que segurava o altar, havia algo debaixo. Era um poço feito de carne. Talvez um metro e meio de diametro e descendo cerca de cinco metros antes de fazer uma curva e sair de vista. Quando eu digo, "feita de carne", quero dizer, parecia o interior da garganta de alguém. Molhado, avermelhado meio carne. Nós já ouvimos falar que eles estavam construindo túneis, mas isso era ... Nós realmente não conseguimos entender o que estávamos olhando. Estava respirando. A carne brilhante ondulava e este ar quente saiu, e sentia e cheirava como alguém respirando diretamente no rosto. O suficiente para te deixar enjoado. Eles nos disseram que "Nós saberíamos quando vessemos". Bem, nós vimos, e nós sabíamos. Nós passamos as coordenadas por radio e corremos pra cacete. ...
submitted by Rafaelkb to brasil [link] [comments]


2019.09.28 23:05 FlodotelitoKifo O povo que tem que tirar o STF, não o presidente

Tem muita gente no Twitter pedindo pra acionar artigo 142/cabo e soldado, mas a verdade é que o Bolsonaro JAMAIS faria isso. Seria assassinar a própria reputação e talvez o país (especialmente se entrasse uma ditadura).
Quem tem que fazer o STF parar de foder o país é o POVO. A direita fica sempre com esse negócio de manifestação aos domingos "pra não atrapalhar quem for trabalhar", provavelmente pra ficar com a reputação limpa e não ser comparado como um "pt invertido"
E tem razão, não vai atrapalhar o Gilmar, ele vai continuar fazendo merda de boa, sabendo que você só fica gritando "eu apoiar carwash" em outro estado.
Tem que todo mundo organizar, no mínimo por uma semana, e ficar lá em Brasília, manifestando, até tarde da noite. Pega, talvez, reúne um grupo de pessoas com tomate (ou algo parecido) e joga no STF/senado/câmara. Se ver o deputado ou senador que faz merda, humilha, joga no lixo.
O povo brasileiro tá manso demais. Fica no twitter com bandeira de Ucrânia, fala de ucranizar, provavelmente não sai de casa na manifestação. Se você quer fazer a diferença, saia de casa e vá.
Cão que ladra não morde.
submitted by FlodotelitoKifo to brasilivre [link] [comments]


2019.09.25 18:36 Matmil1342 Trump paz amor e ataque do status quo

Após o suposto ataque do Irã (mentira neocon) à refinarias da Arábia saudita, o partido democrata entra com pedido de impeachment contra Trump.
O partido da guerra e seus aliados republicanos(neocons) esperavam um rangir de dentes contra o Irã no discurso da ONU, mas testemunharam um Trump paz e amor.
Trump é de longe o presidente mais pacifista dos estados unidos, ele não iniciou nenhuma guerra apesar da pressão de seus auxiliares corruptos do complexo industrial-militar.
Agora vamos examinar o que motivou o pedido de impeachment: Texto a seguir, copiado é colado.
1.) Biden tinha estreitos laços diplomáticos com a Ucrânia enquanto vice-presidente. Disse que trabalhou com eles com frequência e falou com o governo semanalmente em 2014.
2.) Também em 2014 a Ucrânia foi invadida, prometemos ajuda e Biden trabalhou em alguns projetos com o governo em colapso depois que o presidente em exercício fugiu para a Rússia.
3.) O filho de Biden é uma merda completa que atualmente trabalha para as pessoas que representam Harvey Weinstein no tribunal. Ele também fez parte do conselho de uma empresa de gás / petróleo que se estabeleceu na Ucrânia.
4.) Biden, como vice-presidente, faz algumas exigências particulares ao novo governo ucraniano, principalmente: reformas em suas empresas "corruptas" de petróleo / gás, remoção de seu procurador-geral e de seus associados em favor de outro sujeito e a defesa de uma investigação de um grupo de supervisão com um propósito não especificado.
5.) A Ucrânia diz sim a tudo, menos à coisa do procurador-geral. Biden retruca negando a eles US $ 1 bilhão em ajuda até que ele seja demitido. Eles acabam cumprindo.
6.) A Ucrânia tem algum tipo de caso aberto contra a empresa que o filho de Biden trabalhou, que foi posteriormente descartado ou não processado por algum motivo. Eu mesmo não sei os detalhes exatos.
Lembrando os incalto que o pedido de impeachment contra Trump foi realmente motivado por um suposto pedido dele para investigar a relação da família Biden com o governo da Ucrânia.
submitted by Matmil1342 to brasilivre [link] [comments]


2019.08.16 11:34 VittoriaVitaPT Testemunhos sobre a VittoriaVita

Testemunhos sobre a VittoriaVita
https://preview.redd.it/0m51zsp36sg31.jpg?width=1000&format=pjpg&auto=webp&s=98d144b0e984e3276f57632fa57c976ddc8d817a
#vittoriavitaTestemunhos
Quando os pais potenciais celebram um contrato para um programa de maternidade substituta, tudo o que precisam é de 2-3 visitas à Ucrânia, fornecer documentos e biomateriais / embriões, receber fotos e relatórios sobre o curso da gravidez, festejar a aparência do seu tesouro. E de todos os momentos organizacionais toma conta a nossa equipe!

(o texto do comentário)
“Muito obrigado ...
Não há palavras para lhes agradecer por nos ajudar na realização do nosso sonho e na aparição de Alexander, a pessoa mais importante de nossa família. Mantenham o bom trabalho para fazer o seu trabalho em equipe e dar apoio às pessoas. Boa sorte em tudo e espero encontrar você no próximo ano para que nosso outro sonho se torne realidade.
Com amor
Família Tabbal”

vittoriavita.pt/testemunhos

#vittoriavita_pt #infertilidade #maternidadesubstituição #medicina
submitted by VittoriaVitaPT to u/VittoriaVitaPT [link] [comments]


2019.07.03 14:50 Amanda3exceler Chernobyl CS SAT Soluções em TVs

A HBO não costuma brincar em serviço. Sendo assim, a emissora tem em seu portfólio de séries incríveis como: Game Of Thrones, True Detective, Euphoria, Westworld e Watchmen. E Chernobyl, sem dúvidas, entra na lista de melhores seriados já produzidos pela Home Box Office (HBO). Além disso, a série une uma produção incrível com uma história real de pavor, aproveitando também para mostrar o que de fato aconteceu no dia 26 de abril de 1986, na Usina Nuclear de Chernobyl em Pripyat, Ucrânia.

Conhecendo a trama de Chernobyl

A série contém cinco episódios que retrata o acidente nuclear na usina de Chernobyl, ocorrido na antiga União Soviética em 1986. Este ocorrido é considerado o maior desastre da espécie humana. Os dados a respeito das consequências dessa tragédia, gerada pela explosão, são alvo de questionamento até os dias atuais. Entretanto, qualquer tipo de informação e dúvidas sobre este acontecimento, foram ocultados pelo governo da época.
No começo do episódio, o bombeiro Dyatlov vê que existem pedaços de grafite do lado de fora da usina, o que indica o motivo da explosão do reator. No entanto, Dyatlov prefere não acreditar e simplesmente ignorar o que está vendo com seus próprios olhos. Além disso, ele é o responsável por solicitar a presença de outros bombeiros para apagar o “incêndio”. A teimosia do funcionário mais experiente da usina é uma das coisas mais revoltantes durante o episódio inteiro.

Até agora, não consegui suportar a cena dos bombeiros chegando para combater o “incêndio”. Afinal, a maneira como o acidente impacta as vidas das pessoas que moravam perto da usina é mostrada de forma incrível. O roteiro desenvolvido por Mazin é capaz de envolver os espectadores com a história terrível das pessoas que estão sendo expostas a radiação.
Embora a explosão seja o ponto principal de partida e de chegada para toda a série, é a mentira que estará sempre nas entrelinhas – às tentativas de evacuação, situando-os sob diferentes perspectivas até o julgamento dos principais responsáveis pela tragédia que matou diversas vidas.

Elenco de Chernobyl

Quantas pessoas morreram por causa da radiação?

Segundo a Organização Mundial da Saúde 9.000 mil pessoas morreram devido à exposição à radiação de Chernobyl. No entanto, outras estimativas colocam o valor de 60.000 mil. Entretanto, a Rússia ainda fala que número oficial de mortos é de apenas 30 pessoas.
Parece sombrio, mas Chernobyl é um drama fascinante que está cheio de recompensas em sua narrativa. Considerado um dos relatos mais pesquisados, no entanto, ainda é muito mal compreendido. Além disso, ele aborda os sacrifícios feitos pelo povo russo em seus esforços para realizar organizar a bagunça patrocinada e/ou criada pelo Estado.

Com o CSSAT você poderá acompanhar a série “Chernobyl” na HBO

O trabalho desenvolvido pela produção de arte, fotografia e trilha sonora pontual, “Chernobyl” traz para os dias atuais, toda a parte ficcional, um conjunto de informações sobre um acidente que é pouco conhecido pela sociedade diversa.
Por fim, a tecnologia trouxe consigo o avanço da TV digital, que tem o intuito de solucionar o problema daqueles que só possuíam acesso aos canais de TV analógicos de má qualidade: o sinal de TV analógico era instável e de péssima qualidade do sinal. Muitas vezes à tecnologia empregada sofria interferência de diversas fontes, o que comprometia a qualidade do sinal, prejudicando o som e a imagem. Por isso, o teste CS é a solução que faltava para você acompanhar sua série favorita. Acesse a sua série predileta com seu celular, tablet, notebook, TV e demais dispositivos. Conte com teste CSSAT e boa maratona!
A série Chernobyl é exibida no canal HBO todas às sextas-feiras às 21h e os capítulos também estão disponíveis no aplicativo de streaming HBO Go.

Conheça a CS SAT: https://www.cssat.com.br
submitted by Amanda3exceler to u/Amanda3exceler [link] [comments]


2019.06.28 16:26 JoaoRambo13 Plantel Benfica 2019/2020 - Ataque ao 38

Plantel Benfica 2019/2020 - Ataque ao 38
Como ainda não existe um lugar em que se possa debater o plantel próxima época, e com o início dos trabalhos a chegar, estou a criar aqui esse espaço, com o intuito de fazer algo um pouco diferente:
  • Mais opinativo e com o intuito de perceber qual a vossa opinião em relação a como deveria ser composto o plantel para a época 19/20
  • Dar a conhecer todos os jogadores que neste momento se encontram nos quadros do Benfica
  • Perceber que posições deveriam ser reforçadas e quais os jogadores que gostariam de ver com o manto sagrado
  • Oferecer a minha opinião pessoal

Vou começar por identificar todos os jogadores disponíveis para se apresentarem na pré-época 19/20:
https://preview.redd.it/b9dcz48xi4731.png?width=1653&format=png&auto=webp&s=2bcda82dae54f055cf704045ae16ed9a1a0456e5
Resumindo, Bruno Lage terá a sua disposição 50 jogadores. Relembro que entretanto o Benfica já confirmou a saída de alguns jogadores e garantiu a presença na fase de grupos da Champions, tendo portanto realizado um encaixe de 135M:
  1. Talisca (Guangzhou Evergrande) - 5.8M emp + 19,2M venda = 25M
  2. Raul Jimenez (Wolverhampton) - 3M emp + 38M venda = 41M
  3. Luka Jovic (Eintrach Frankurt) - 7M venda + 13M fut. transf. = 20M
  4. Dawidowicz (Hellas Verona) - 3M venda
  5. Salvador Agra (Légia Varsóvia) - 0,5M venda
  6. Nélson Semedo (Barcelona) - 5,1M clausula
  7. Entrada directa na fase de grupos da Champions - 42M
Realçar que está eminente a saída de João Félix e de Carrillo para as arábias, o que resultaria num encaixe de mais 135M para os cofres do Benfica.
Em relação a entradas estamos perto de garantir Raul de Tomas por 20M ao Real Madrid, já garantimos Cádiz ao Setúbal e Caio Lucas a custo zero.
Antes de começar a minha reflexão sobre o plantel do Benfica para esta época, e de modo a justificar um pouco a minha visão, fiz a mesma com a premissa que estamos em ano de Europeu e com um treinador que não irá fazer má figura na Europa.

Baliza :
  • Odysseas Vlachodimos chegou este ano e pegou de estaca. Correu-lhe melhor a primeira metade da época que a segunda, muito por causa do futebol medíocre que praticámos e consequente processo defensivo. Sou da opinião que para consumo interno serve, para atacar a Champions não. Foi campeão, é titular da sua selecção e está valorizado. Se surgir uma boa proposta seria interessante aproveitar a oportunidade.
  • Mile Svilar foi a nossa segunda opção mas tarda em demonstrar todo o seu potencial. Penso que a pressão que tem no Benfica neste momento não lhe é favorável, embora não gostasse de o descartar em definitivo. Um empréstimo a uma grande escola de guarda redes como o Rio Ave (por 2 anos dando-lhe estabilidade para se desenvolver) seria ouro sobre azul.
  • Bruno Varela, o patinho feio para os adeptos. Não é mau guarda-redes, mas não serve para o Benfica. Deveria ser emprestado para um campeonato periférico (Grécia, Turquia, Arábias) com uma clausula a rondar os 5M para se correr bem ser facilmente batida. Enquanto escrevia este texto Varela foi emprestado ao Ajax*
  • André Ferreira e Zlobin, dois produtos do Seixal que contam para as inscrições na UEFA. Zlobin tem potencial para ser muito bom guarda-redes e não sei se não lhe faria bem um empréstimo para ser testado. André tem qualidade (e demonstrou-a no ínicio de temporada ao serviço do Aves) mas não para o Benfica. Um dos dois terá de ser o 3º guarda redes para este ano. Se sair Vlachodimos ficariam os dois, na sombra do que chegaria. Depois de este post ter sido publicado, e embora nao vá alterar o plantel final, André Ferreira foi confirmado em definitivo no Santa Clara\*

Apesar de não ser uma posição carenciada de reforços a verdade é que, para um Benfica que almeja algo mais que o campeonato interno, é necessário um improvement. Vlachodimos tem qualidade, mas não está ao nível do Benfica que tem de lutar por um lugar entre as 8 melhores equipas da Europa.
A minha ideia seria Wuilker Fariñez, tem 21 anos e é um dos mais promissores guarda-redes do mundo. O venezuelano tem até a vantagem de jogar num parceiro nosso, o Millonarios. Aquilo que tem demonstrado nesta Copa América, e não só, demonstra que é mais um daqueles casos que não engana - tal como Oblak ou Ederson não o conseguiríamos manter por mais do que 2 anos. Durante esse período para além de contarmos com um excelente guarda-redes, teríamos um miúdo na sua sombra a crescer e outro fora de portas mas a ser acompanhado bem de perto. Outra excelente opção, mas bastante improvável, seria Andriy Lunin guarda-redes do Real Madrid e campeão Mundial sub-20 pela Ucrânia.

Lateral Direito :
  • André Almeida é o meu patinho feio do 11 titular do Benfica. E, de facto, há alguma validade para que o seja. Ainda assim é inegável que André Almeida tem estado a bom nível e tem números que o comprovam. É um jogador com anos de casa, com experiência em momentos de glória e de decepção e perfeitamente integrado com os valores Benfiquistas, que tanta falta faz ao plantel. Hoje, André Almeida é subcapitão da equipa e duvido que alguma equipa fosse capaz de dar pelo 34 um valor monetário que chegasse sequer próximo do valor que o Benfica lhe dá.
  • Ebuehi é uma incógnita. Apesar de ser internacional pela selecção da Nigéria ainda nada mostrou ao serviço do Benfica devido à grave lesão que o fez perder toda a época. Não sei se terá cabimento uma das vagas do plantel ser dele, mas tem na pre-época uma oportunidade para agarrar o lugar e descansar os adeptos em relação à sua qualidade.
  • Pedro Pereira formado no CFC, saiu em 2015 para a Sampdoria e de lá, já com experiência na Serie A, regressou ao Benfica para se impor na equipa principal. Infelizmente, as expectativas saíram defraudadas, visto que mostrou muito pouco para quem tanto prometia. Assim sendo, foi emprestado este ano ao Génova, onde acabou por se impôr como titular. Não sei se é cedo para desistir de Pedro Pereira, mas a verdade é que do que vi dele nada me agradou.
  • Alex Pinto apesar de prometer muito, ainda não deu o salto que se esperava, e já lá vão duas épocas de equipa B. Não tem qualidade suficiente para integrar a primeira equipa, mas, dado que só tem 20 anos, não é altura de desistir já dele. Ficar na equipa B também não faz sentido, dado que há miúdos talentosos para promover. Um empréstimo é o que faria mais sentido. Enquanto escrevia este texto Alex Pinto foi emprestado ao Gil Vicente.\*

LFV já veio afirmar que não vai contratar para as laterais, o que olhando para o quadro em cima e tendo em conta que o treinador é Bruno Lage (tanto jogador que renasceu com ele) não é de todo descabido. No entanto numa equipa como o Sport Lisboa e Benfica, a titularidade sustentada de um jogador como Almeida é o rosto da mediocridade.
Da maneira como o Benfica de Bruno Lage joga precisamos de uma autêntica locomotiva, que tenha uma boa qualidade técnica e que seja agressivo a defender. Como tal deixo aqui três nomes :
  1. Sabaly do Bordeaux e Senegal
  2. Alvas Powell do Cincinnati e Jamaica.
  3. Com o decorrer do Mundial sub-20 houve outro jogador que me chamou à atenção, embora jogasse como ala numa defesa a cinco. Falo de Konoplia, que para além de ser muito forte nas transições (devido à sua velocidade) tem uma grande capacidade de decisão somando 4 assistências.
Enquanto escrevia fomos brindados pela notícia que Daniel Alves não irá permanecer no PSG. Será que é possível invés de gastar 3M num Cádiz (sem querer tirar qualidade ao jogador), investir mais num jogador de créditos firmados como este? Será que um dos melhores laterais direitos da história poderá estar interessado em ingressar num clube como o Benfica ou ainda quererá um clube com ambições de vencer a Champions?

Lateral Esquerdo :
  • Grimaldo é um fora de série. Muitas pessoas não dão valor a Grimaldo por causa de alguns erros defensivos que comete, mas jogar com Grimaldo a lateral esquerdo é como ter lá um médio, tamanha a criatividade e a inteligência do espanhol. Além disso, tem uma técnica acima da média. Se jogasse noutro campeonato, estou certo que seria já internacional espanhol há muito tempo. Grimaldo é um exemplo de boa gestão no Benfica. O jogador chega à equipa principal num grau de maturidade alto mas longe do seu potencial máximo, e, atingido o seu potencial máximo, dá duas ou três épocas ao clube (ou mais). Depois dá o salto deixando os cofres cheios para investir num substituto. A verdade é que, mesmo tendo só 23 anos, já cá está há 3 épocas e meia. É portanto natural que se pense em deixá-lo voar. Não sei se o valenciano abandonará o clube esta época ou não. Se sair, terei muita pena, mas compreenderei, sendo indispensável um reforço digno desse nome. Se ficar, teremos que ficar felizes porque iremos usufruir deste craque mais um ano
  • Yuri Ribeiro e Pedro Amaral são dois jogadores na mesma linha. Yuri Ribeiro fez uma boa época no ano passado, no Rio Ave, e, face à saída de Eliseu, ocupou o seu lugar. Porém, Yuri foi um daqueles jogadores que sentiu o peso da camisola, demonstrando não ter o que é necessário para representar o Benfica. A aposta, em teoria, faz sentido. Yuri, não sendo um craque, parecia ter qualidade suficiente para substituir Grimaldo quando fosse necessário, com o bónus de ser da nossa formação. Só que, na prática, correu mal. Não censuro a escolha, censuro o facto de termos atacado a segunda volta sem arranjar outro jogador para o lugar dele, e censurarei se ele fizer parte do plantel da próxima época.Pedro Amaral é um ano mais novo mas também é ligeiramente inferior. Não é mau jogador, mas também é insuficiente. O erro que foi apostar em Yuri seria repetido se o seu substituto fosse Amaral.
  • Existe ainda na equipa sub-23 Frimpong e Nuno Tavares (muito promissor) e tivemos emprestado Matheus Leal ao Real Massamá. Não acredito que nenhum seja aposta a curto prazo, sendo que os dois miúdos formados no Seixal estão verdes e o brasileiro não conta.

Assim sendo, se Grimaldo não sair, obrigatoriamente, temos de ir ao mercado reforçar a lateral esquerda com um jogador para ser sombra do titular. E logo aqui as afirmações de LFV deixam de fazer sentido. Não sei como é possível termos um Presidente que todos os anos dá tiros nos pés parecendo não querer aproveitar todo o potencial que o Benfica tem, com medo que alguém perceba o quão grande esta instituição realmente é e lhe venha roubar o lugar.
Na minha opinião deveríamos atacar um destes alvos:
  1. Pedro Rebocho tem 24 anos, é também ele made in Seixal e já é há dois anos um dos destaques da Ligue 1. Porém, a sua equipa, o En Avant Guingamp, irá descer de divisão, pelo que o jogador está algo desvalorizado. Não me parece que Rebocho tenha qualidade para assumir inicialmente a titularidade da equipa. Porém, também não encontro um jogador com melhor perfil e com a qualidade dele para assumir o papel de alternativa.
  2. Sergio Reguilón tem 22 anos e foi formado no Real Madrid. O ano passado discutiu a titularidade com Marcelo mas com a chegada de Mendy não parece que vá permanecer no plantel. Anteriormente já nos demos muito bem com este tipo de negócios (Javi, Rodrigo, Grimaldo) e apesar de envolver uma quantia superior à que teríamos de despender em Rebocho poderíamos já aqui ter o substituto de Grimaldo quando o mesmo sair.
  3. Abdelkarim Hassan, tem 25 anos e é titular do Al-Sadd e selecção Qatariana. Já me tinha chamado à atenção na taça Asiática, dando seguimento com exibições de encher o olho na Copa América. Um defesa com um físico impressionante, forte a defender e com qualidade a sair a jogar. Não deverá ser caro e aposto que seria um achado.
  4. Rubén Vinagre, tem 20 anos, é promissor e não tem minutos no Wolves. Está no carrossel do Mendes e podíamos usar esse factor para o trazer. A montra Benfica nunca teve melhor reputação.

Caso Grimaldo saia, aí sim temos que atacar em força por um substituto digno desse nome. Com esse propósito, surgiram na imprensa alguns nomes mais consagrados casos de Alberto Moreno do Liverpool, Mário Rui do Nápoles e Leonardo Koutris do Olympiakos.
Mais uma vez a minha opinião recai sobre o plantel dos blancos, falo de Theo Hernandez. Um jogador que iria envolver um esforço financeiro enorme (avaliado em 20M) e a lutar contra grandes nomes na Europa (parece que está a ser disputado por Leverkusen e Roma) mas que nos permitiria ter um lateral superior a Grimaldo. Além disso é um jogador que não é opção no Real e está desvalorizado, pelo que a menor pressão de jogar frequentemente no Benfica e demonstrar todo o seu valor seria do seu agrado.
Em suma, o Benfica deveria ir ao mercado por um lateral esquerdo, ou dois, dependendo da manutenção de Grimaldo. Se Grimaldo sair, espero que não haja displicência na sua substituição, pois Grimaldo é um dos jogadores mais preponderantes na nossa equipa. Sobre o suplente, confesso que tenho algum receio que a estrutura tenha demasiada fé em Nuno Tavares, pois acredito que ainda não está pronto e pode-se vir queimar um jogador muito talentoso.

Defesa Central :
  • Rúben Dias, o patrão da defesa. Se ainda comete erros de principiante? Comete. Se por vezes demonstra agressividade desmedida? Demonstra. Mas a nossa defesa sem ele sofre muito e atingiu um nível, que apesar de muitos nao o reconhecerem, faz dele indispensável. Para além de nos jogos a doer assumir-se como mais ninguém o faz. Próximo ano temos Europeu e se nao lhe subirmos a cláusula (80M) esta irá ser facilmente batida.
  • Francisco Ferreira, Ferro, foi uma das maiores surpresas da época. Quem o acompanhava, como eu, na equipa B sabia que tínhamos ali um central para os próximos anos. A verdade é que já estava a estagnar na equipa B e em boa altura veio a saída de Lema e Rui Vitória. Ferro trata melhor a bola do que qualquer um dos restantes centrais e, apesar de alguns erros defensivos que ainda comete (normal, dada a falta de experiência), tem tudo para fazer uma carreira de alto nível. Intocável, portanto.
  • Jardel, o nosso capitão. Se para muitos já nao dá mais porque este está velho, eu sou de opinião completamente distinta. O Benfica nao pode perder os pilares do balneário ano após ano, muito menos quando Jardel ficou com uma responsabilidade passada por Luisão. Já vimos que Bruno Lage gosta de rodar a equipa, e Jardel terá muitos minutos nas taças e no campeonato após jornada de Liga dos Campeões. Merece um lugar no plantel da próxima época (assim ele o queira). Porém, é necessário reconhecer que não poderá ter o estatuto de outros tempos, pelo que, no máximo, terá que ser terceira opção para o centro da defesa.
  • Conti, contratado para ser o 3º central, desiludiu. Foram muitos os erros de abordagem, alguns até deram em autogolo, o que é ilustrativo que não estava pronto para vir para a Europa. Tem 24 anos, logo não se pode dizer que é um defesa central velho. Assim sendo, pode ainda ser cedo para desistir dele. No entanto, a sua saída tem que acontecer, por empréstimo e preferencialmente no campeonato português.
  • Emprestados temos dois, ambos argentinos. Lema tem 28 anos e chegou este época a custo zero. Veio classificado como um dos melhores centrais da Liga Argentina, e, para ser sincero, não duvido que tal seja verdade. Sempre que jogou demonstrou a sua qualidade e nao fosse a sua, injusta, expulsão contra o Porto as coisas poderiam ter sido diferentes. O outro argentino é Lisandro Lopez, chegou ao Benfica há 6 anos rotulado como uma grande promessa, mas nunca se impôs totalmente. Embora não seja mau jogador, dado que já tem 29 anos, não me parece sensato considerá-lo para o futuro do Benfica.
  • Lystsov, desde Outubro que está em recuperação depois de uma rotura do ligamento cruzado e ainda não há prazo para regressar. Está com 23 anos e já conta com uma pré-convocatória para a selecção Russa pelo que qualidade nao lhe falta. Tendo em conta que vem de um ano sem praticar, acho que seria preferencial ficar como 4º central/titular na B enquanto recupera forma com o plus de conceder experiência a uma jovem equipa.
  • Kalaica está no ponto para subir à primeira liga. O croata é o capitão da equipa B e, após 3 anos lá, não aprenderá mais. Agora, é preciso alguma reflexão sobre como gerir este rapaz, porque só fará sentido integrar Kalaica na equipa principal se ele tiver minutos. Uma coisa é certa, Kalaica tem de sair da equipa B, até porque há muito talento a precisar de uma vaga.

Esta é possivelmente a posição em que o Benfica está mais bem servido e continuará a estar após a saída dos dois centrais agora titulares. David Zec, Pedro Álvaro, Nóbrega e Gonçalo Loureiro fazem todos parte da geração de 2000 e se continuarem a evoluir como tem acontecido, e com minutos nas pernas, serão opções a médio prazo.
O problema é que dos 8 centrais que referi em cima, no início da próxima época, acredito que poderão ainda cá estar, no máximo, 4 deles.
  1. Rubén Dias e Ferro devem continuar a titulares no Benfica de Lage e, se mantiverem a qualidade, consequentemente na selecção nacional no Europeu 2020. Com isto deverá ser muito difícil manter os dois após o final da próxima época. Muito menos quando temos um vendedor ambulante como Presidente.
  2. Lema e Lisandro já não devem regressar ao plantel, ambos têm interessados na América do Sul e podemos/devemos recuperar o investimento feito em ambos.
  3. Jardel não segue para novo, não tendo capacidades para ser titular neste Benfica.
  4. Conti e Kalaica estão verdes, e mesmo que ambos os empréstimos corram bem não significa que estejam prontos para assumir a titularidade do Benfica, enquanto que Lystsov é uma incógnita.
Tendo em conta este cenário não sei se não será necessário apalavrar já um jogador de créditos firmados para a próxima época. David Luiz poderá ser perfeito, até porque, com a idade que tem, começará a entrar em declínio em breve, sendo que quando começasse a decair, já outros jovens valores estavam mais que prontos para assumir o lugar. Rúben Semedo seria outro nome interessante. Português, Benfiquista e ainda novo. Está completamente desvalorizado em Espanha e querem desfazer-se dele. Seria uma excelente oportunidade pois considero que tem qualidades muito boas para a posição e para aquilo que Lage pretende.

Meio Campo :
  • Começo por Fejsa pois qualquer Benfiquista sempre o respeitará, embora possa ser altura de reconhecer que o ciclo dele pode ter chegado ao fim. Fejsa sempre foi um fantástico trinco, mas nunca teve uma capacidade de construção por aí além. Só que agora é essencial ser pelo menos competente na construção para funcionar no sistema de Lage. Para piorar, fisicamente, Fejsa está muito débil. Foram anos maravilhosos mas, com uma proposta adequada, infelizmente poderá aceitar-se a sua saída.
  • Samaris e Florentino são dois jogadores semelhantes sendo que ambos são competentes na sua função, embora um seja melhor a construir e outro a destruir. Ambos são muito bons nas funções mais defensivas, com algumas diferenças no estilo, dado que Florentino tem uma técnica defensiva impressionante (não me lembro de alguém igual) e Samaris, não sendo tão bom tecnicamente, compensa com agressividade no sentido positivo. Samaris junta ainda uma qualidade de passe e leitura de jogo fora do normal para um jogador naquela posição. Ter os dois à disposição é fantástico, pois permite ao Tino crescer sem tanta pressão com um jogador muito mais batido e que ainda por cima está perfeitamente identificado com o clube. Juntos, não funcionam tão bem. Com Gabriel ao lado, complementam-no perfeitamente.
  • Gabriel foi uma contratação de risco, dado que se investiu 10M€ num jogador relativamente desconhecido. A época até nem começou muito bem, uma vez que o homem era o oposto do que Rui Vitória queria num médio mas, felizmente, com Bruno Lage, acabou por provar o seu valor. Para um sistema com dois homens no meio campo, é imprescindível um jogador como Gabriel: bom na pressão e na recuperação, fantástico na construção. Assim sendo, ainda bem que temos um jogador assim.
  • Gedson Fernandes começou muito bem a época e perdeu um bocadinho com a entrada de Lage. Não é anormal, atenção. Gedson é um box-to-box puro, sendo que ainda pode fazer várias posições no meio campo. Assim sendo, é normal que tivesse algumas dificuldades com este novo sistema pois para Bruno Lage não basta ser competente na posição. Lage é inteligente e saberá o que fazer com o Gedson, e Gedson é muito talentoso (tenho muitas esperanças nele) e certamente agarrará um lugar, seja no meio campo a dois, seja encostado à linha ou atrás do avançado. É um jogador diferente de Samaris, Florentino e Gabriel, e dará muito jeito numa época longa.
  • Krovinovic é um caso estranho. Chegou lesionado do Rio Ave e depois de uma travessia pelo deserto em termos de minutos agarrou o lugar num meio campo a 3 e foi o melhor do Benfica com apenas uns meses de competição, até à lesão. Desde que regressou, está completamente fora de forma. Não sei explicar o que aconteceu mas é preciso agir. Uma hipótese é emprestar-lo e permitir que recupere a forma e a confiança num clube que precise de um craque como o Krovi (parece que este é o caminho pois falasse num empréstimo ao Vitória). Outra hipótese é o próprio Lage conseguir reabilitá-lo na pré-época. Seja como for, ficar mais uma época a estagnar na bancada não pode ser uma opção. Na minha opinião, e tendo em conta que não acredito que Krovino se adapte a este meio campo a dois,o melhor seria um empréstimo para Inglaterra ou Alemanha com uma cláusula alta (25M).
  • Taarabt, o marroquino ganha logo pelo facto de ser versátil, pois tanto poderia ser falado juntamente com os extremos ou juntamente com os avançados. Mas todos conhecemos a história dele. Chegou rotulado de craque problemático, e fez jus à segunda adjectivação. Andamos a pagar um balúrdio e, portanto, ele só tinha que ser profissional, algo que não aconteceu. Tudo mudou esta época. Lage chegou e conseguiu motivar o marroquino, tornando-o uma opção. É impressionante a capacidade que ele tem de romper linhas com um passe. Portanto, sendo ele um jogador tão dotado, e tendo ainda mais um ano de contrato, é de aproveitar. Já que o salário dele será pago de qualquer maneira, não se perde nada em aproveitar o homem desportivamente.
  • Do rol de emprestados, há dois que claramente não têm lugar no Benfica – Chrien e Dálcio. O eslovaco é mau, claramente não valia o milhão que o Benfica pagou por ele e está a mais no Benfica. O segundo foi um negócio que se aceita, na mesma óptica de Nelson Semedo. Foi barato, por isso, se resultasse era fantástico e, não resultando, não é grave.
  • Keaton Parks, David Tavares e Alfa Semedo são jogadores interessantes. Dado o excesso de médios que temos, talvez não dê para os integrar, mas merecem uma hipótese na pré-época. Keaton é um jogador melhor a construir que a defender. Já o Alfa apesar de ser um jogador muito intenso em Janeiro Lage descartou-o. Em ambos há lacunas, acima de tudo defensivas, mas tenho curiosidade para saber como se integrariam no Benfica de Lage. David Tavares é um animal que irá acabar no plantel mas para já está verde. Acredito que o ideal seria um empréstimo para voltarem.
  • O outro emprestado deveria fazer a pré-época. Infelizmente, na sua transição para sénior, apanhou o treinador errado. Tenho receio que, agora que ele já vai com 22 anos acabados de fazer, seja tarde. No entanto, é um pivot super natural, encaixando que nem ginja neste sistema táctico. Com Lage, talvez ainda se faça jogador, por isso, não perdemos nada em integrá-lo. Estou a falar de Pedro Rodrigues, Pêpê.

Havendo tantas e tão variadas opções, eu diria que não é necessário contratar ninguém para o meio campo. Ainda por cima quando, como no caso da posição central da defesa, temos tanto talento à espera no Seixal - Vukotic, Diogo Pinto, Tiago Dantas e David Tavares.
No entanto gostaria de deixar aqui um nome - Willie Clemons, tem 24 anos e é jogador do Bodens BK e internacinal pelas ilhas Bermudas. Não será um investimento de risco e pareceu-me um médio super intenso, muito completo tanto a defender como no transporte e a queimar linhas.

Meio Campo ofensivo :
  • Rafa, foi possivelmente o melhor jogador do Benfica nesta temporada. Com Rui Vitória nunca conseguiu mostrar toda a sua qualidade (pecando muito na finalização), mas agora, com Lage, está a um nível estratosférico. O melhor de tudo é que, depois da eminente renovação, parece que iremos ter jogador para as próximas temporadas.
  • Pizzi, é um extremo diferente, mais criativo que desequilibrador, e sem o achar um fora de série acaba por ser fulcral neste 4-4-2 que nos últimos 4 anos nos fez festejar por 3 vezes. No plantel, não há outro como ele, daí o seu estatuto e importância para a equipa.
  • Caio Lucas é outro que quase garantidamente fará parte do plantel, pois é um reforço que foi garantido em Janeiro. Conheço muito pouco sobre ele, mas dizem que é um desequilibrador puro. Como cartão de visita, traz número muito interessantes esta temporada: 5 golos e 11 assistências em 2100 minutos (cerca de 23 jogos).
  • Cervi. Prometeu muito quando chegou ao Benfica mas a realidade é que foi dos jogadores que mais sofreu com a era Rui Vitória (ainda por cima na fase mais importante da sua evolução), isto porque pensou que a sua função era ser competente a defender e dar intensidade ao jogo. Agora que é preciso ter maturidade táctica, Cervi não a tem. Assim sendo, com tanto talento na posição, não sei bem o que vai acontecer. A verdade é que se JJ fosse o treinador a posição de Defesa Esquerdo ficaria fechada com a adaptação de Cervi. Com Lage não sei se isso acontecerá, mas que era o ideal, era!
  • Sobre Salvio é difícil, sempre sobreviveu da capacidade de explosão para desequilibrar. Nos tempos áureos, era uma verdadeira máquina, sendo que, não obstante a sua falta de inteligência futebolística, conseguia causar estragos em qualquer defesa. Para melhorar, sempre foi também um extremo com muito golo. Só que esses tempos parecem ter acabado. As lesões sucessivas tiraram-lhe a grande virtude e agora Salvio é um jogador banal. Para piorar, não encaixa no sistema de Lage. É um dos mais bem pagos do plantel e o seu rendimento não condiz, de todo, com o seu salário. Havendo tanta qualidade nas alas e tanta diversidade, talvez seja altura de Benfica e Salvio seguirem rumos diferentes. O problema é que Salvio já é um dos pilares do balneário, com mais tempo de casa e parece viver o Benfica como nós. E num balneário cheio de miúdos são necessárias referências que possam transmitir a mística.
  • Jota e Willock estão numa fase semelhante da evolução. Ambos são Reis na equipa B, ambos desesperam por uma oportunidade na equipa A. Jota já teve algumas oportunidades, mas muito esporadicamente. Willock ainda nem isso. Penso que estejam ainda ambos verdes para o patamar Benfica pelo que um empréstimo com V de volta poderia ser importante na sua evolução. No entanto, e tendo o Benfica tanto talento nesta posição, emprestar Willock no Championship, embora com uma clausula de compra alta, poderia ser muito interessante.
  • Zivkovic é uma das grandes decepções do ano. Com Rui Vitória, oscilou sempre entre a bancada e a titularidade nao existindo qualquer tipo de equilíbrio. Agora, com Lage, eu estava convencido que Zivkovic iria finalmente explodir. Falso. Por isso, dado que começa a ficar caro ficar com Zivkovic, era uma boa altura para o sérvio sair. Provavelmente, iremos ter uma reedição do caso Jovic (por isso, se o emprestarem, cuidado com as cláusulas que lhe metem), mas manter Zivkovic não é saudável nem para o Benfica nem para o jogador.
  • André Carrillo é um craque. Os Benfiquistas não o valorizam porque as expectativas eram altas (afinal de contas, era a estrela do rival) e Rui Vitória pouco contou com ele, mas a verdade é que Carrillo é um craque. É um extremo diferente de todos os que temos, mais cerebral mas ao mesmo tempo desequilibrador, e por ser tão diferente, Rui Vitória não sabia o que fazer com ele. Aposto que Lage sabe, mas dado que ele está relativamente valorizado também aposto que nao regressará das Arábias.
  • Benitez é jogador do carrossel. Foi um negócio, onde para se renovar com um tinha de vir outro, danoso para o clube. Seja como for, o que vi do mesmo na pre-época até nem pareceu mau. Um jogador mais ao estilo de Pizzi que dos outros. Mas a verdade é que por onde tem passado não tem rendido, e nao acredito que vá ser agora. Para sair.
  • Diogo Gonçalves, na formação era um extremo desequilibrador que sempre teve muito golo. Foi por isso que ganhou a chance de fazer parte da equipa principal na época passada. Infelizmente, não resultou, e foi emprestado não tendo corrido bem a experiência em Inglaterra. Enquanto escrevia esta analise soube que vai ser emprestado ao Famalicão, e não podia estar mais de acordo.\*

Resumidamente, não chega não trazer ninguém para as alas ofensivas. É preciso cortar alguns jogadores, para abrir vagas para miúdos que desesperam por oportunidades, e para libertar orçamento para posições que realmente precisam de ser reforçadas.
No entanto, mais uma vez, gostaria de deixar aqui um nome - Carlos Antuna de 21 anos, jogador do Manchester City, Mexicano. É um jogador muito semelhante ao antigo Salvio - destro a jogar como ala direito, capacidade de explosão e velocidade felina. Ainda por cima tem um faro de golo impressionante, a quantidade de vezes que aparece em zonas de finalização após se ter desmarcado da marcação é surreal para um extremo. E tem-no comprovado agora na Gold Cup onde já leva 4 golos e 2 assistências em apenas 3 jogos. Vai ser uma estrela

Frente de Ataque :
  • Seferovic, tem muita capacidade de trabalho e de sofrimento e tem uma mentalidade competitiva enorme. Além disso, é um excelente jogador de equipa, sendo muito inteligente em campo e ideal para o estilo de Bruno Lage. Infelizmente, falha num dos aspectos mais importantes de um avançado: a finalização. É exasperante a quantidade de golos que o suiço falha. Não se exige que marque um golo a cada oportunidade, mas às vezes Seferovic precisa de 3 ou 4 bolas claríssimas de golo para meter um, e isso, no futuro, pode custar títulos. Assim, sou da opinião que aparecendo algum clube dê por Seferovic um valor superior ao seu real seria de aproveitar.
  • Jonas, o mago brasileiro está envelhecido e muito débil fisicamente, mas a verdade é que é o maior responsável por o Benfica se ter aguentado durante a era de Rui Vitória. Acabou a época com uma média muito próxima de um golo por 90 minutos. Acho que a decisão de acabar a carreira ou não, só ele a deve tomar, mas acho que Jonas ainda pode ser muito útil, até porque já se viu que Jonas funciona não só como 9 mas também como construtor.
  • Cristian Arango foi mais um daqueles reforços que devia deixar os adeptos revoltados. Para quem não se lembra, chegou no ano passado, e, numa época em que precisávamos de reforçar imensos setores, foi o nosso reforço mais caro. Expectavelmente não tem qualidade para representar o Sport Lisboa e Benfica. Por isso é altura de deixar de gastar vagas de empréstimo em Portugal com ele. Alan Júnior é outro reforço para o carrossel que nunca deveria ter vestido o manto sagrado, estão ambos a mais no Sport Lisboa e Benfica.
  • Heriberto Tavares, extremo de origem tornou-se um avançado móvel que nos sub-21 resultou muito bem, sendo que poderia funcionar com Bruno Lage. Tenho ideia que poderá ser uma alternativa viável a Seferovic embora tenha a mesma incapacidade a finalizar que o Suíço, mas acho que merecia pelo menos fazer a pré-época.
  • Facundo Ferreyra, foi emprestado por ano e meio mas parece que o Espanhol não tem interesse em mantê-lo. Gostaria que Lage lhe concedesse a oportunidade de fazer a pre-época, embora tenha noção que foi Lage quem o dispensou em Janeiro.
  • Jhonder Cádiz, contratado ao Vitória de Setúbal depois de boa época em Portugal. Até posso estar enganado, mas não me parece jogador para o Benfica. Aliás, após as palavras do Presidente parece ser mais um para o carrossel.

Na frente, temos de ir ao mercado obrigatoriamente. Mas têm de ser reforços a sério. Um deles tem de ser um titularíssimo, outro um miúdo com enorme potencial. Na formação temos uma preocupação semelhante pois os miúdos dos planteis B, sub-23 e júniores não parecem ter potencial para um dia figurarem no plantel principal do Benfica.
Raul de Tomas parece estar perto de assinar, e Cádiz já assinou. Com a saída de Félix ficamos órfãos do nosso prodígio, e sabendo que não é possível arranjar um substituto nem por sombras semelhante, temos de repescar Chiquinho. Seria um reforço fantástico, pois poderia jogar no meio ou ainda poderia fazer de Pizzi. Já conhece a casa e foi o melhor jogador do campeonato extra-grandes.

Plantel final
(O post estava muito grande, portanto continua no comentário! Sorry!)
submitted by JoaoRambo13 to benfica [link] [comments]


2019.03.29 15:42 VittoriaVitaPT Barriga de aluguel na Ucrânia: prós e contras

Barriga de aluguel na Ucrânia: prós e contras
https://preview.redd.it/8i5qc8qcl2p21.jpg?width=1000&format=pjpg&auto=webp&s=a372fbf0a0d7e70d3b6a98eb9162daa79f076ffb
#vittoriavitaTratamentoInfertilidade
O nascimento de criança é um evento muito importante e emocionante. Em case de maternidade de substituição as emoções podem duplicar. Pois não é fácil confiar a uma mulher desconhecida a gestação e nascimento do vosso filho.
Igualmente aos outros procedimentos médicos, a maternidade de substituição tem prós e contras. Quais são os prós e contras do programa na Ucrânia?

Os contras para começar:

  1. O programa de maternidade de substituição é um processo longo. Em média, o programa pode durar de 13 a 18 meses, o prazo depende dos requisitos dos pais para os substitutos e sua cidadania.
  2. É necessário ir à Ucrânia para usar os serviços de maternidade por substituição.
  3. A barreira da língua.

Os “prós” de maternidade de substituição na agência VittoriaVita:

  1. O programa é legal e totalmente regulamentado por lei.
  2. O preço acessível comparado com EUA, Israel etc.
  3. Duas visitas de cliente serão necessárias: uma para assinar o contrato e outra para assistir ao parto.
  4. A agência VittoriaVita garante os serviços de intérprete pessoal dedicado que ajuda na comunicação e informa sobre todas as fases do programa.
  5. O casal pode conhecer a mãe substituta nem somente durante a primeira visita mas também antes de visita via skype. Os pais futuros podem ver pessoalmente quem é a pessoa que cuidará do filho deles temporariamente. Esta prática contribui à relações mais confiáveis entre o casal e a mãe substituta.
Saiba mais sobre todas as vantagens de um programa de maternidade de substituição na Ucrânia no nosso site ou pergunte ao nosso consultor: vittoriavita.pt/maternidade-de-substituicao-na-ucrania

#vittoriavita_pt #infertalidade #maternidadesubstituição
submitted by VittoriaVitaPT to u/VittoriaVitaPT [link] [comments]


2019.02.19 15:17 Biotexcom-review Minha experiência e revisão do BioTexCom - HOT NEWS 19.02.2019

Minha experiência e revisão do BioTexCom - HOT NEWS 19.02.2019

Incidente escandaloso com a clínica ucraniana de medicina substituta

Olá a todos. A equipe de jornalistas pesquisou muitos clientes, que a BioTexCom enganou. Conseguimos encontrar clientes insatisfeitos. Somos compradores enganados da clínica BioTexCom de medicina reprodutiva. Quando foi o evento inovador com eles, quando a empresa enganou as pessoas, desejamos escrever o máximo de críticas possíveis e ajudá-las. Fizemos uma ótima operação e pesquisamos muitos dos incidentes de feedback negativo da organização BioTexCom. Todos eles você pode procurar em rede a pedido "críticas de biotexcom". Decidimos apoiá-los e ajudá-los. Com nossa ajuda de colunista, menos pessoas se voltarão para os enganadores.
Abaixo você pode pesquisar dados de humanos que caíram na atmosfera, que estavam vinculados aos serviços da BioTexCom.

Avaliações sobre BioTexCom

Eles pediram aos colunistas para apoiá-los. Oliver e Jane ajudam a nossa equipe e, em equipe, estamos pesquisando informações e analisando-as. Com a ajuda do jornalista, eles compõem este artigo. Obrigado pela ajuda Oliver e Jane.
Quando os pais imaturos não têm oportunidades de ter filhos, eles recorrem às empresas substitutivas. Muitos deles estão localizados na Europa Oriental. Uma das empresas de medicina reprodutiva bem conhecidas é a BioTexCom. Há muita gente na Europa, que usa o serviço deles. Se examinar pesquisas de biotexcom, é possível procurar muitas pesquisas negativas.
Finalmente esta companhia ficou conhecida porque eles não utilizam o DNA de uma pessoa. Esta empresa faz algumas operações sem condições necessárias. Alguns humanos da Itália, Polônia e Romênia visitam a Ucrânia e pegam bebês.
Você pode ver informações de Cecilia Rizzika, que é advogada italiana. Ele contou que no início seus clientes em 2010 chegam à empresa e visitam a agência. Na organização, os médicos forneceram uma mãe de aluguel, que vai engravidar com o esperma do futuro pai, mas o esperma não foi compreendido. Sobre a situação futura mãe e pai obtêm evidência depois de teste de ADN. O custo do procedimento foi de 30.000 euros.

biotexcom.pt centro de revisão de reprodução humana
Fonte e assistir vídeo.
Também um dos fatos consistiu em bebês que foram levados para a República da Polônia e Romênia. Na Ucrânia, um ponto criminal tem sido a sociedade para a agência. Também foi fundado dados que muitas crianças foram entendidas de mães vazias que obtêm um diagnóstico de "infertilidade 1 grau".
Portanto, para a Procuradoria Geral da Ucrânia BioTexCom está funcionando em duas grandes cidades da Ucrânia. Eles recuperam as pessoas que precisam de moedas e as propõem. Muitos gerentes da clínica estão trabalhando em Kiev em Kirovograd. A cidade 2 é uma das áreas mais opressivas em toda a Ucrânia. Mas o grupo culpado, ordenado por um cidadão da Moldávia e da Alemanha, não cuidou da coleta por muitos meses. Em terra italiana, algumas pessoas conhecem o BioTexCom muito bem. Esta empresa está sendo debatida em fóruns. Mais dados você pode no entanto encontrar sobre esta atmosfera no link aqui Biotex Review.
Organização no entanto, use condições horríveis. Em 2012, a Sra. Maria de Vinnitsa propôs o programa de maternidade e adoeceu com hepatite B. Como ela disse, todos os dias ela perguntava sobre dinheiro e sob a firma de contato precisava pagar 200 euros todos os meses por suprimentos médicos, vitaminas e suprimentos. . Para cada trimestre de gravidez, ela deveria obter 1200 euros. Todo esse dinheiro que a jovem Maria não aceitou. Quando mais tarde mãe italiana e pai vêm para Maria, especialistas disseram que ela tem posers com gravidez e é necessário pagar 8000 euros e modelar pesquisa. Na verdade, como mais tarde Maria descobriu, esse tipo de exploração não era necessário. Além disso isto em 24 semanas a mãe jovem tem outros problemas com a sua saúde. A mulher forneceu informações: “Eu venho aos médicos na enfermaria e os médicos disseram que eu tenho doença”. Sobre esta história, você também pode ler mais no BioTexCom Center Review.
Agora, muitas pessoas em todo o mundo sabem que não devem confiar na clínica BioTexCom. Muitos clientes que usaram serviços dessa clínica não participam do conselho para usar os serviços do BioTexCom. Na biotexcom estão trabalhando vigaristas. Nossa estimativa de trabalho firme - 1/10 pontos. Alguns humanos precisam ter certeza de que essa clínica funciona como uma companhia desonesta. Você precisa, no entanto, saber que na empresa estão trabalhando muitos especialistas técnicos que eliminaram quaisquer retiradas. Queremos fornecer-lhe julgamento. Nunca use os serviços desta empresa se você não quiser ser combinado com problemas criminosos ou diferentes.
Hoje a BioTexCom é uma das maiores empresas. Na verdade, clínicas de perfil restrito na Ucrânia não admitem fazer as mesmas coisas. A principal tarefa - eles marcaram sua reputação e não querem decepcioná-la.

Como trabalhamos com biotexcom.pt

Também aconselhamos a leitura e pesquisa de itens na mídia internacional, que estamos encontrando. Lá você poderia procurar julgamentos e culpa da Procuradoria Geral da Ucrânia e opiniões de outros humanos sobre esta clínica.
No entanto, estamos pesquisando opiniões de gerentes que foram trabalhados no BioTexCom. Estamos encontrando médicos que foram trabalhados no BioTexCom. Os médicos confirmam que a clínica usa diferentes maneiras de enganar o folr em todo o mundo. Os médicos também disseram que os médicos não se importam com a saúde dos clientes.
  1. A equipe médica não está oficialmente trabalhando. Como regra, pediram a especialistas de outras clínicas que fizessem o procedimento.
  2. Este maintaince não tem instalações médicas suficientes. Alguns médicos precisam fazer operações pelos braços. É incomum.
  3. Manter o valor de $ 39.000 não define o sexo do garoto. No entanto, outras clínicas fazem isso de graça e devem dizer dados necessários.
  4. Nos vídeos mostrados para os clientes, as pessoas da BioTexCom devem ver os apartamentos elite. Não é verdade.
  5. Também os gerentes da BioTexCom disseram que eles são uma clínica de maternidade inteira. Na verdade, eles estão alugando 4 enfermarias melhoradas na empresa municipal Kyiv Maternity Hospital №3. E nos gerentes de vídeo exageram e mostram essa instituição estatal como sua clínica.

biotexcom.pt revisão clínica

Lista negra de sites baseados em avaliações reais de clientes da BioTexCom

Não confie:
biotex.com.ua
mother-surrogate.info
biotexcom.com
leihmutter-schaft.de
mereporteuse.info
biotexcom.es
uteroinaffitto.com
mamasurogat.net
biotexcom.pt
wukelandaiyun.cn
biotexcom.jp.net
biotexcom.co.il
zamestvashtomaichinstvo.com

This is automated translate from English version of text: https://www.reddit.com/useBiotexcom-review/comments/as8vi5/my_experience_and_review_of_biotexcom_hot_news/
submitted by Biotexcom-review to u/Biotexcom-review [link] [comments]


2018.12.26 16:34 VittoriaVitaPT Maternidade de substituição na Ucrânia

Maternidade de substituição na Ucrânia
https://preview.redd.it/fuo3tdwt5n621.jpg?width=1000&format=pjpg&auto=webp&s=31ae751882550cd5434dfd15d4013b917ead6407
#vittoriavitaTratamentoDeInfertilidade
Maternidade de substituição é uma tecnologia reprodutiva em medicina, que hoje é o melhor método de combater infertilidade.
A infertilidade é uma das coisas mais difíceis que podem ocorrer no destino de uma pessoa. Se você é a sua família não teve esse problema, provavelmente, você ouviu pouco sobre isso. Mas as estatísticas mostram coisas terríveis. Imagine uma cidade milionária, onde moram apenas casais jovens. Agora imagine que ninguém deles pode ter crianças. Um quadro próximo a este é mostrado pelos dados oficiais.
Um milhão de famílias na Ucrânia não podem ter filhos de forma natural, mas quantos são aqueles que ainda não sabem?
Não se pode ser indiferente a esses números. Lembre-se: se nós reconhecemos um problema, estamos a meio caminho para resolvê-lo! E o mais importante – você não está sozinho!

O que diz a experiência da maternidade de substituição na Ucrânia ?

A Ucrânia é um dos poucos países onde o processo de “barriga de aluguel” é permitida no nível legislativo. Também, isso é possível na África do Sul, Rússia, Geórgia, alguns estados dos EUA e em Cazaquistão. Há também um número de estados onde são permitidos apenas programas não comerciais. Estes são a Austrália, o Reino Unido, Dinamarca, Holanda, etc.
O que significa “programas não comerciais”? O fato de que as mães substitutas não podem receber recompensa financeira. Por causa disso, há muito poucas pessoas que querem participar nos programas, e a maternidade de substituição não se desenvolve.
A maternidade de substituição na Ucrânia parece ser a melhor variante. Por quê? Vamos esclarecer agora.
Escolha um programa de maternidade de substituição em VittoriaVita - vamos lutar e vencer o diagnóstico juntos!
vittoriavita.pt/programas-de-maternidade-por-substituicao

#vittoriavita_pt #tratamento_de_infertelidade #maternidade_de_substituição
submitted by VittoriaVitaPT to u/VittoriaVitaPT [link] [comments]